Porto-Dubai à distância de um… Emirates, a partir de 2 de julho

Emirates vai passar a voar do Dubai para mais uma cidade portuguesa. Voo para o Porto terá frequência de quatro vezes por semana e arranca no início de julho.

A Emirates vai começar a voar para o Porto, inaugurando assim rota para uma segunda cidade portuguesa, escreve esta terça-feira a Reuters. A companhia aérea planeia começar a rota Dubai-Porto a 2 de julho.

O Porto torna-se assim a segunda cidade portuguesa nas rotas da companhia aérea. A estreia para o Porto arranca com uma rota de quatro dias por semana, juntando-se aos voos diários para a capital portuguesa.

“O Porto tem beneficiado do incremento dos níveis de turismo, o que também é um reflexo do aumento do número de visitantes a Portugal como um todo. A introdução deste novo voo, além do bidiário para Lisboa, vai ajudar-nos a ir ao encontro da procura tanto para lazer como para visitantes em negócios, tal como dar-lhes mais opções de escolha, flexibilidade e ligações quando viajam de e para Portugal”, explica Tim Clark, presidente da Emirates, em declarações à Reuters.

O novo serviço da companhia aérea vai ser operado com aviões Boeing 777-300ER, em cabines configuradas para três classes, oito suites privadas em primeira classe, 42 lugares em business class e 310 lugares em económica.

O voo entre o Dubai e o Porto será operado às terças, quintas, sábados e domingos, e partirá do Dubai como EK197, às 09h15, chegando ao Porto às 14h30. O voo de regresso, EK198, partirá do Porto às 17h35 e aterrará no Dubai às 4h15hrs da manhã seguinte.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Porto-Dubai à distância de um… Emirates, a partir de 2 de julho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião