Luís Amado diz estar preocupado com futuro da EDP

  • Lusa
  • 27 Fevereiro 2019

O presidente do Conselho Geral e de Supervisão da EDP espera que a comissão parlamentar de inquérito aos CMEC conclua o seu trabalho para que a empresa possa "passar esta página".

O presidente do Conselho Geral e de Supervisão da EDP, Luís Amado, afirmou, esta quarta-feira, estar preocupado com o futuro da empresa, manifestando expectativa que a comissão de inquérito conclua o seu trabalho para “passar esta página da vida da EDP”.

A mim preocupa-me, nesta fase da vida da EDP, o futuro da empresa. Tem hoje, depois de um longo processo de privatização, muitos acionistas estrangeiros e poucos portugueses. É uma empresa detida sobretudo por capital estrangeiro. É uma empresa muito exposta ao mercado de capitais e à sensibilidade dos investidores internacionais”, declarou Luís Amado, que está a ser ouvido na comissão parlamentar de inquérito às rendas excessivas aos produtores de eletricidade.

O presidente do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) da EDP, desde abril de 2018, manifestou o desejo que a comissão conclua o seu trabalho, elabore o relatório e se extraiam as “devidas consequências”. “A nossa preocupação é passar esta página da vida da EDP”, declarou.

O ex-ministro da Defesa e dos Negócios Estrangeiros Luís Amado assumiu em abril do ano passado a presidência do CGS, que antes havia sido liderada por Eduardo Catroga, tendo sido o nome proposto pelos acionistas representados no órgão que supervisiona a comissão executiva, que tem à frente António Mexia. Antes, entre 2015 e 2018, tinha sido vice-presidente.

Após a audição de Luís Amado ficam a faltar ouvir os responsáveis com a pasta da energia do atual Governo – Manuel Caldeira Cabral, Jorge Seguro Sanches, e Matos Fernandes e João Galamba, que passaram a tutelar o setor em outubro de 2018.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Luís Amado diz estar preocupado com futuro da EDP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião