EUA aumentam pressão sobre China. Tarifas sobem sexta-feira para 25%

  • ECO
  • 5 Maio 2019

A guerra comercial continua. O presidente dos EUA anunciou este domingo uma subida das tarifas de alguns produtos chineses para 25%. Os novos preços entram em vigor na sexta-feira.

A guerra comercial continua. O presidente dos EUA anunciou este domingo uma subida nas tarifas de alguns produtos chineses para 25%. Os novos preços entram em vigor na sexta-feira e significam um agravamento face aos 10% suportados até agora.

Segundo a Reuters, o anúncio foi feito este domingo pelo presidente dos EUA. Trump acrescenta que além deste agravamento nas tarifas, mais produtos chineses vão ser sujeitos a aumentos nas tarifas que são aplicadas às importações chinesas feitas pelo mercado norte-americano.

“Durante 10 meses, a China tem pago tarifas aos EUA de 25% em relação a 50 mil milhões de dólares de produtos de alta tecnologia e 10% em relação a 200 mil milhões de dólares de outros produtos”, escreveu o presidente dos EUA na sua conta no Twitter.

“Os 10% vão subir para 25% na sexta-feira”. 325 mil milhões de dólares em produtos vendidos pela China aos EUA vão permanecer sem tarifas, mas a breve prazo terão tarifas de 25%”, acrescentou.

A guerra comercial entre os EUA e a China é um dos riscos que as instituições têm apontado para o crescimento económico mundial.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EUA aumentam pressão sobre China. Tarifas sobem sexta-feira para 25%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião