Farfetch agrava perdas. Prejuízo cresce 115% no primeiro trimestre

Os prejuízos da plataforma de artigos de luxo aumentaram 115,45% nos primeiros três meses do ano, para um montante que ultrapassa os 109 milhões de dólares.

A Farfetch já apresentou as contas relativas ao primeiro trimestre deste ano e, ainda que a faturação tenha aumentado, a plataforma online de artigos de luxo viu as perdas agravarem-se, e em larga escala. Na comparação homóloga, os prejuízos dispararam em 115,45%, para 109,27 milhões de dólares.

No comunicado divulgado no site da Farfetch, a empresa fundada pelo português José Neves justifica este desempenho, sobretudo, através do aumento das perdas operacionais, de 25,1 milhões para 85,5 milhões de dólares. Também as perdas de efeito cambial pesaram nas contas, “essencialmente motivadas pelo impacto de um dólar mais forte na reavaliação dos nossos balanços denominados em moeda estrangeira no primeiro trimestre de 2019”, explica a empresa.

A boa notícia para a plataforma da indústria da moda de luxo é que, entre janeiro e março, as receitas registaram um aumento na ordem dos 39%, para 174,06 milhões de dólares. O EBITDA, por sua vez, passou de 23,6 milhões de dólares negativos para 30,2 milhões negativos, um ajuste “em linha com as expectativas”, afirma Elliot Jordan, CFO da empresa.

“A Farfetch teve um excelente crescimento no primeiro trimestre de 2019”, afirma José Neves, fundador e CEO, destacando o crescimento da plataforma Gross Merchandise Value (GMV), que aumentou 44%, para 415 milhões de euros. “Isso superou as nossas expectativas e, a certa distância”, acrescentou, dizendo que a empresa continua a ganhar quota de mercado.

Para o ano, José Neves espera um “forte crescimento contínuo”, apoiado em marcos como, por exemplo, o lançamento piloto da realidade aumentada na boutique principal da Chanel em Paris. Trata-se de uma plataforma que combina a experiência em loja com serviços digitais e online.

Comentários ({{ total }})

Farfetch agrava perdas. Prejuízo cresce 115% no primeiro trimestre

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião