Elétrica espanhola partilha scooters em Lisboa. Acciona vai concorrer com eCooltra

Os espanhóis da Acciona preparam-se para lançar em Lisboa um serviço de scooters elétricas. Dois anos depois de entrar no mercado, a eCooltra vai ter concorrência.

A empresa espanhola de energias renováveis Acciona vai lançar um serviço de scooters elétricas em Lisboa, com cobertura desde o Parque das Nações até Algés. As motas, para as quais apenas precisa de carta de condução de ligeiros, vão estar disponíveis com uma tarifa que começa nos 26 cêntimos por minuto de utilização.

O serviço Acciona Mobility vai concorrer diretamente com a eCooltra, o único player no mercado das scooters partilhadas, que está presente na capital portuguesa há já dois anos. Porém, o preço base praticado pelas duas empresas é equivalente.

As motas da Acciona vão começar a circular nas ruas lisboetas esta terça-feira e estarão disponíveis todos os dias, desde o Parque das Nações até Algés, entre as seis e as duas da manhã. A tarifa mais básica permite conduzir a uma velocidade de até 50 quilómetros por hora, enquanto a modalidade superior, que custa 28 cêntimos por minuto, permite circular a 80.

O desbloqueio e localização dos veículos é feito através de uma aplicação para smartphone, que permite ainda reservar uma scooter por um período máximo de seis horas, com um custo de cinco cêntimos por minuto — ou seja, três euros por hora até um máximo de 18 euros por uma reserva de seis horas.

Para quem pretenda usar o serviço com regularidade, a empresa oferece pacotes de 45 minutos por 10,80 euros (desconto de dois cêntimos por minuto) ou 500 minutos por 100 euros, com um desconto de três cêntimos por minuto. As motas incluem dois capacetes e um porta-malas.

Comentários ({{ total }})

Elétrica espanhola partilha scooters em Lisboa. Acciona vai concorrer com eCooltra

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião