Europa não mexe. Investidores esperam novidades do G20

Os investidores estão a aguardar novidades da cimeira de líderes do G20. As bolsas abriram pouco alteradas e Lisboa também continua adormecida. Só Frankfurt está a subir.

As bolsas europeias — incluindo a praça portuguesa — abriram praticamente inalteradas esta sexta-feira, dia em que arranca a cimeira do G20. Os investidores estão a aguardar por desenvolvimentos em alguns dos dossiês mais quentes que resultem deste encontro de líderes, nomeadamente na relação comercial entre EUA e China.

Enquanto o Stoxx 600 e as bolsas britânica e italiana abriram na linha de água, o francês CAC-40 cai 0,07% e o espanhol IBEX recua 0,03%. Só o alemão DAX escapa à tendência, com uma abertura positiva, a subir 0,23%. Em Lisboa, o PSI-20 recua 0,03%, para 5.101,44 pontos, com a energia a pressionar e o setor postal, entre outros, a quase eliminar as perdas.

A EDP Renováveis recua 0,78%, para 8,94 euros por ação, enquanto a EDP perde 0,24%, para 3,329 euros. A petrolífera Galp Energia cai 0,56%, para 13,37 euros, num dia em que o preço do petróleo perde 0,62% em Londres, para 66,14 dólares, preço de referência para as importações portuguesas.

Ao mesmo tempo, os CTT sobem 1,16%, para 2,09 euros. A concessionária do serviço postal universal eliminou por completo as perdas anteriores, registadas esta semana, depois de a Anacom ter obrigado a companhia de correios a separar os gastos da atividade postal e da atividade bancária.

O comportamento das bolsas europeias é reflexo do sentimento predominante entre os investidores, que preferem aguardar por eventuais novidades que possam surgir na cimeira do G20, com início marcado para esta sexta-feira e que se prolongará durante sábado. O encontro terá lugar em Osaca, no Japão.

Os desenvolvimentos mais aguardados dizem respeito à relação comercial entre EUA e China, depois de se saber que as autoridades chinesas deverão pedir à Administração Trump para que reinicie as negociações e recue nas medidas retaliatórias, nomeadamente a retirada da Huawei da lista negra do comércio.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Europa não mexe. Investidores esperam novidades do G20

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião