Direita mais perto de vencer eleições na Grécia. Sondagens dão 40% dos votos à Nova Democracia

  • ECO
  • 7 Julho 2019

O partido conservador Nova Democracia está mais de vencer as primeiras eleições gregas após a saída do programa de resgate, de acordo com as primeiras sondagens à boca das urnas. Syriza derrotado.

Kyriákos Mitsotákis, presidente do partido Nova Democracia, é o favorito nas eleições da Grécia deste domingo.DR

O partido Nova Democracia e o seu líder Kyriakos Mitsokatis estão mais perto de vencer as eleições na Grécia, as primeiras após a conclusão de três resgates internacionais no valor de mais de 300 mil milhões de euros, de acordo com as primeiras sondagens à boca das urnas.

As sondagens projetam uma vitória da Nova Democracia com 38% a 42% dos votos, enquanto o partido de esquerda Syriza, encabeçado pelo primeiro-ministro Alexis Tsipras, que está no poder desde 2015, sai derrotado e com a sua votação ficar-se entre os 26,5% e 30,5%.

A aliança de centro-esquerda Movimento pela Mudança (KINAL) deverá obter entre 6% e 8% dos votos, à frente do Partido Comunista Grego (KKE), cuja votação deverá situar-se entre 5% e 7%, revelam as mesmas sondagens divulgadas pelos jornais gregos.

Com menor expressão ficará o partido neo-fascista Aurora Dourada, com as projeções a darem entre 2,8% e 4,8% dos votos. Já o partido anti-austeridade fundado pelo antigo ministro das Finanças Yannis Varoufakis, o MeRA25, deverá ficar com uma votação entre 3% e 5%.

Sendo assim, os lugares no Parlamento grego deverão ficar distribuídos desta forma: Nova Democracia elegerá entre 155 e 167 deputados, o Syriza ocupará entre 77 e 82 lugares, o KINAL terá entre 16 e 19 assentos e o KKE entre 16 e 19 deputados. Já o MeRA25 terá entre oito e 14 lugares e o Aurora Dourada entre 0 e 13 lugares.

Os resultados oficiais serão conhecidos mais tarde.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Direita mais perto de vencer eleições na Grécia. Sondagens dão 40% dos votos à Nova Democracia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião