Santa Casa sem poder de decisão no Montepio

  • ECO
  • 9 Julho 2019

A criação de uma entidade de representação através da qual os novos acionistas do Montepio podem participar na tomada de decisão do banco foi anunciada há cerca de um ano.

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) e a Associação Mutualista Montepio Geral (AMMG) acordaram no ano passado a entrada da entidade liderada por Edmundo Martinho no capital do Montepio. Foi definida, também, a criação de uma entidade de representação da qual os acionistas possam ter poder de decisão na estratégia do banco, mas, de acordo com o Jornal de Negócios (acesso pago), cerca de um ano após a assinatura do acordo essa entidade ainda não foi criada.

“Está prevista a criação de uma instância de representação que permita que as entidades da economia social detentoras de capital do Montepio acompanhem e participem no processo de decisão estratégica”, explicava, em março, uma fonte oficial da SCML ao Negócios. Ainda assim, segundo uma fonte próxima do processo, nada mudou.

A expectativa é que Edmundo Martinho, provedor da SCML, dê mais alguns pormenores sobre esta matéria, quando a Santa Casa apresentar, esta terça-feira, o relatório de gestão e contas de 2018 relativo à sua atividade institucional, bem como o relatório e contas do departamento de jogos.

Já a dona do Montepio, questionada sobre a criação desta tal entidade que vai representar os novos acionistas, incluindo a entidade liderar por Edmundo Martinho, mas também outras 30 misericórdias e IPSS, diz apenas que a “assembleia de representantes reúne regular e periodicamente, o que permite o acompanhamento do desenvolvimento da instituição”, explica fonte oficial.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Santa Casa sem poder de decisão no Montepio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião