Generali fecha compra da Tranquilidade por 600 milhões. “É mais um passo para reforçar a liderança na Europa”, diz o CEO

  • ECO
  • 18 Julho 2019

O negócio está fechado. A italiana Generali vai pagar 510 milhões de euros pela Seguradoras Unidas e mais 90 milhões pela AdvanceCare.

A venda da Tranquilidade está fechada. A Generali deixou para trás os espanhóis da Catalana Occidente, conseguindo comprar a Seguradoras Unidas por 510 milhões de euros e a AdvanceCare por outros 90 milhões de euros. A aquisição dos dois ativos segue a estratégia do grupo segurador italiano para crescer no continente europeu.

A transação, confirmada tanto pela Generali como pela Apollo, “ocorre num momento natural da evolução da Seguradoras Unidas e da AdvanceCare e reflete o trabalho desenvolvido por todos os colaboradores e parceiros” refere a Apollo, que comprou a Tranquilidade em 2015 ao Novo Banco, por 40 milhões de euros, embora tenha tido de injetar 150 milhões para aumentar o capital da seguradora.

Acrescenta que “as empresas estão hoje mais fortes, numa tendência clara de crescimento e de melhoria de rentabilidade, suportadas numa excelente reputação e em indicadores financeiros sólidos”. A Seguradoras Unidas, que junta a Tranquilidade (ex-BES), Açoreana (ex-Banif) e Logo, obteve, no último ano, um lucro de 50,6 milhões de euros.

O fundo norte-americano pretendia obter entre 500 a 600 milhões de euros, tendo acabado por conseguir o valor máximo fruto do apetite que este negócio gerou. A Generali levou de vencida a Catalana Occidente, sendo que entre os interessados estiveram também a Mapfre, Ageas, Zurich e a Allianz.

"Estas aquisições representam um passo importante na implementação da estratégia de três anos do grupo que tem como objetivo reforçar a liderança na Europa.”

Jaime Anchústegui Melgarejo

CEO da Generali

A compra da Seguradoras Unidades “vai permitir-nos otimizar o nosso posicionamento estratégico no país, capturar oportunidades de crescimento, bem como alcançar importantes reduções de custos” fruto das sinergias”, diz o CEO da Generali, Jaime Anchústegui Melgarejo.

“Estas aquisições representam um passo importante na implementação da estratégia de três anos do grupo que tem como objetivo reforçar a liderança na Europa“, salienta, em comunicado, notando que a plataforma da Advance Care é “escalável” em outros mercados e “serve perfeitamente a sua estratégia 2021 ” de aumentar as receitas baseadas em serviços.

Adicionando a Seguradoras Unidas e Advance Care à atual operação da Generali em Portugal, a sua quota de mercado total passa a 18,7%, tornando-se o segundo maior grupo segurador em Portugal nos ramos não vida.

Comentários ({{ total }})

Generali fecha compra da Tranquilidade por 600 milhões. “É mais um passo para reforçar a liderança na Europa”, diz o CEO

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião