Draghi penaliza Wall Street. Setor tecnológico perde 1%

As bolsas dos Estados Unidos encerraram no vermelho, pressionadas pela postura do BCE e pelos resultados de várias cotadas, que ficaram aquém das expectativas.

Os principais índices dos Estados Unidos encerraram no vermelho, pressionados por resultados empresariais que acabaram por deixar os investidores desapontados. Estes resultados podem ser sinal de uma desaceleração económica mundial. Além disso, as declarações do presidente do Banco Central Europeu (BCE) também causaram uma certa desilusão nos mercados, que esperavam uma postura mais “dovish” [expansionista] de Mario Draghi.

Os três principais índices de Wall Street fecharam com perdas. O S&P 500 desvalorizou 0,5% para 3.004,58 pontos, enquanto o industrial Dow Jones perdeu 0,46% para 27.143,99 pontos. O tecnológico Nasdaq recuou 1% para 8.238,54 pontos.

Nova Iorque foi abalado por uma onda de desilusão. Embora o BCE tenha deixado a porta aberta a um corte de juros no verão, Mario Draghi disse que “o outlook económico está cada vez pior” e que o Conselho de Governadores concordou, de forma unânime, que há mais riscos e que uma recuperação económica no segundo semestre “é cada vez menos provável”. Estas declarações deixaram os investidores desanimados, dado que esperavam uma postura mais expansionista por parte de Draghi e este poucas informações deu.

A penalizar também as bolsas dos Estados Unidos estiveram várias cotadas, com destaque para a fabricantes de chips Xilinx, cujas ações desvalorizaram 3,44% para 127,59 dólares, depois de ter revisto em baixo as receitas para o trimestre atual, prejudicada pelas restrições aplicadas à Huawei.

Ainda esta quinta-feira, destaque para a Tesla que afundou 13,61% para 228,82 dólares, depois de ter apresentado prejuízos de 408 milhões de dólares (366 milhões de euros). “Os lucros foram mistos e apontaram para um ritmo de crescimento da economia mundial mais lento e para uma desaceleração da economia dos Estados Unidos”, diz Peter Cecchini, da Cantor Fitzgerald, citado pela Reuters.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Draghi penaliza Wall Street. Setor tecnológico perde 1%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião