Candidatura de trabalho rejeitada? Saiba como tirar proveito de um “não”

  • Ricardo Vieira
  • 31 Julho 2019

Segundo a consultora Robert Walters, há várias formas de tirar partido de um "não" para um novo trabalho ou cargo. Siga as dicas para tirar deste "fracasso" as melhores aprendizagens.

A procura exaustiva por emprego implica, muitas vezes, investir tempo a atualizar o currículo, a escrever uma carta de apresentação e a conhecer bem a empresa. A esse tempo investido pode juntar-se ainda um processo de recrutamento demorado que, por vezes, se prolongam no tempo e implica sempre muito investimento pessoal.

E se, passadas todas as fases de seleção o cargo vai para outra pessoa? Segundo a consultora Robert Walters, há formas de beneficiar de um “não”.

  1. Peça feedback
    O mais importante é ter uma escuta ativa do feedback da sua entrevista. “A autoanálise nestes casos não é suficiente, pois uma pessoa sozinha não consegue entender todas as razões pelas quais não era a pessoa certa para um determinado posto”, explica a Robert Walters.
    Tentar obter feedback junto do consultor de recrutamento ou, no caso de não existir, junto da empresa contratante. São estas informações — que deve tentar que não sejam superficiais — que vão ajudá-lo a melhorar em futuras candidaturas.
  2. Reflita
    Depois de receber o feedback e ter aceitado a decisão, pergunte-se: “O que lhe parece que correu bem? O que poderia ter feito de forma diferente? Deveria ter preparado uma apresentação mais completa? Deveria ou poderia ter trabalhado mais para criar empatia com o entrevistador? Focou-se demasiado em competências técnicas, não conseguindo por isso demonstrar todas as suas soft skills? Houve algumas perguntas que poderia ter respondido melhor?”
  3. Aprenda e desenvolva-se pessoalmente
    Os requisitos que faltam recorrentemente na sua candidatura, provavelmente, podem ser trabalhados. “Utilize-os como foco para lidar com a preparação da próxima entrevista que tiver”.
  4. Seja realista
    Não ter conseguido o emprego pode dever-se a algo que não pode controlar e que não se consegue mudar de um dia para o outro. “Por exemplo, se o entrevistador prefere alguém com experiência extensiva de gestão de clientes (que não é o seu caso), ou se procura alguém que fale a língua local (você não fala, ou não tão bem), entre outros requisitos que não encaixam com o seu perfil no momento, então é melhor pensar que a chave para o seu plano é focar-se nas coisas que pode, realisticamente, mudar”.
  5. Verifique a pesquisa
    A procura de ofertas de trabalho pode não estar ajustada ao seu perfil. “Não estará por acaso a procurar com palavras-chave que não correspondem exatamente às suas ambições e aspirações de carreira? Ou será que a descrição da oferta que acompanhava o título da posição não correspondia às suas expectativas? A entrevista fê-lo perceber que aquele não era bem o tipo de emprego para si?”, questiona a consultora.
  6. Crie resiliência
    É essencial ver cada fracasso como uma oportunidade para crescer. Além disso, desenvolver uma mentalidade resiliente e adaptável é essencial para o sucesso a longo prazo. “Assim, mantenha-se construtivo e procure fazer tudo o que puder para aprender com a experiência, mesmo que negativa, de forma a ficar pronto para a próxima oportunidade”.

Comentários ({{ total }})

Candidatura de trabalho rejeitada? Saiba como tirar proveito de um “não”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião