Nestlé abre cinco vagas para programa de trainees

As inscrições para o programa “Born to Talent” já estão abertas. A formação é dirigida a quem está prestes a entrar no mercado de trabalho, nas áreas de Marketing, Finanças e Recursos Humanos.

A Nestlé Portugal já abriu as inscrições para o programa de trainees Born to Talent”, e tem cinco vagas para recém-licenciados e finalistas de Mestrado, nas áreas de Marketing & Sales, Finanças e Recursos Humanos. O programa tem a duração de um ano e quer dar a oportunidade a quem está a entrar no mercado de trabalho de adquirir competências profissionais e pessoais, através de formação contínua e partilha de conhecimentos sobre a Nestlé.

Para integrar o programa é necessário fazer uma inscrição no site oficial e passar com nota positiva numa série de testes online. Os cinco selecionados iniciam a formação de 12 meses em outubro. O programa vai decorrer numa lógica de job rotation, ou seja, de quatro em quatro meses, os trainees terão a possibilidade de ter experiência nas três áreas – Marketing & Sales, Finanças ou Recursos Humanos.

As empresas portuguesas têm vindo a aumentar o recrutamento, em busca de novos talentos, desde o início do ano, e também a Nestlé tem seguido a tendência. Em janeiro deste ano, a multinacional abriu 100 vagas nas áreas financeira e de gestão para integrar o novo centro de serviços da empresa – o Nestlé Business Services Lisbon, em Lisboa. O programa de trainees é mais uma forma de atrair novo talento para a empresa.

As inscrições para o “Born to Talent” estão abertas até 8 de setembro e podem candidatar-se jovens até aos 30 anos.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Nestlé abre cinco vagas para programa de trainees

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião