Famílias resistem em julho. Consumo privado estável pelo sexto mês

Depois de o INE ter revelado que a economia resistiu no segundo trimestre, dados sobre o consumo privado e a procura externa para julho dão sinais positivos para o início do terceiro trimestre.

O consumo privado e a procura externa dão sinais positivos para o início do terceiro trimestre. Na semana passada, o Instituto Nacional de Estatística (INE) indicou que no segundo trimestre do ano a economia aguentou-se apesar da conjuntura externa desfavorável.

De acordo com a Síntese Económica de Conjuntura publicada esta terça-feira pelo INE, o indicador qualitativo do consumo privado, calculado pela taxa de variação da média móvel dos últimos três meses, foi de 2,4%, um valor registado pelo sexto mês seguido.

Na procura externa, para a qual também já existem indicadores para julho, o INE revela que “o saldo das respostas extremas das apreciações relativas à procura externa, considerando as empresas com produção orientada para o mercado externo, aumentou ligeiramente em julho, suspendendo o perfil descendente observado desde janeiro de 2018”.

Isto significa que chegam sinais favoráveis para o mês de julho — o primeiro do terceiro trimestre — de duas importantes componentes do PIB.

O indicador de atividade económica mais recente divulgado pelo INE refere-se ao mês de junho e indica uma variação de 1,9%, estabilizando face a maio, mas situando-se no valor mais baixo desde outubro de 2016.

Na semana passada, o INE revelou que a economia cresceu 0,5% no segundo trimestre face aos primeiros três meses do ano e 1,8% em relação ao período homólogo. Estas variações foram iguais às registadas no arranque de 2019.

O arrefecimento da economia mundial já levou o Banco Central Europeu (BCE) a admitir estímulos à economia no final deste verão.

Fonte: Síntese de Conjuntura Económica do INE

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Famílias resistem em julho. Consumo privado estável pelo sexto mês

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião