Líder dos vinhos da Bacalhôa deixa grupo de Joe Berardo

  • ECO
  • 22 Agosto 2019

Frederico Falcão diz que deixou de "ter condições para continuar" na Sociedade da Bacalhôa após "acumular de situações" na empresa de Joe Berardo, empresário que está na mira das autoridades.

Nomeado há um ano administrador delegado na Sociedade da Bacalhôa, Frederico Falcão deixou o grupo de Joe Berardo, investidor e empresário que está hoje no centro da polémica devido às dívidas à banca de mais de 900 milhões de euros.

De acordo com o jornal Público (acesso pago), o afastamento de Frederico Falcão daquela sociedade vinícola, que explora as marcas Aliança, Quinta da Bacalhôa, Quinta do Carmo, Quinta dos Loridos, foi formalizada na semana passada por mútuo acordo. A notícia acabou por apanhar de surpresa o setor, dado que Frederico Falcão interrompeu o seu mandato a meio, após ter assumido a liderança da empresa em julho do ano passado.

O porta-voz da sociedade da Bacalhôa afirmou ao jornal que o processo foi natural e que “o executivo deixou o grupo por mútuo acordo”, não tendo “havido despedimento ou dispensa”.

Frederico Falcão disse que decidiu abandonar a sociedade após “um entendimento” cordial com a Sociedade da Bacalhôa. E explicou: “Já não me identificava com o projeto e depois de um acumular de situações, entendi que deixara de ter condições para continuar”.

Comentários ({{ total }})

Líder dos vinhos da Bacalhôa deixa grupo de Joe Berardo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião