“Boris Johnson tem vergonha”. Multidões reúnem-se em Londres

  • Lusa
  • 31 Agosto 2019

Multidões estão a reunir-se em várias cidades para protestar contra a decisão de Boris de suspender o parlamento, no âmbito do período de dois meses que antecede o prazo do Brexit.

Multidões estão a reunir-se em Londres e noutras grandes cidades para protestar contra a decisão do primeiro-ministro, Boris Johnson, de suspender o parlamento britânico no âmbito do período de dois meses que antecede o prazo do ´Brexit´.

Os manifestantes reuniram-se perto do número 10 de Downing Street, no centro de Londres, e em Belfast, York e outras cidades para mostrarem a determinação de bloquearem um Brexit “sem acordo”.

As multidões foram galvanizadas pela decisão de Johnson encerrar o parlamento por várias semanas quando se esperava um debate sobre os planos do ´Brexit´. Em Londres, canta-se “Boris Johnson tem vergonha”.

O seu plano tem também a oposição de alguns no parlamento, que planeavam introduzir legislação esta semana para prevenir uma saída desordenada da União Europeia.

O encerramento do parlamento por Johnson está também a ser alvo de três processos judiciais separados.

Na sexta-feira, o primeiro-ministro britânico avisou os deputados que travar o Brexit a 31 de outubro “causará danos duradouros à confiança das pessoas na política” e alegou que a ameaça de saída sem acordo facilita as negociações com Bruxelas.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

“Boris Johnson tem vergonha”. Multidões reúnem-se em Londres

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião