Governo atribui mais de dois mil estágios profissionais para a Administração Local

  • Lusa
  • 11 Setembro 2019

As zonas Norte e Centro do país são aquelas que vão acolher maior número de vagas de estágio.

O Governo vai atribuir 2.088 estágios profissionais na Administração Local, cofinanciados pelo Fundo Social Europeu, num montante de cerca de 18,5 milhões de euros. De acordo com o despacho publicado esta quarta-feira em Diário da República, assinado pelo secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel, as zonas Norte e Centro do país serão as que irão acolher mais vagas de estágio.

Esta segunda fase do Programa de Estágios Profissionais na Administração Local destina-se a jovens desempregados até aos 30 anos ou 35, caso sejam portadores de deficiência ou com incapacidade, detentores de licenciatura, de cursos técnicos superiores profissionais ou cursos tecnológicos de nível secundário.

A distribuição foi feita após candidatura das entidades da administração local, nomeadamente, municípios, freguesias, entidades intermunicipais, associações de municípios e empresas locais.

Segundo o despacho publicado em Diário da República, a zona Norte do país terá um total de 763 estágios, dos quais 53 serão destinados a candidatos portadores de deficiência. Nesta zona serão os municípios da Trofa (38), no distrito do Porto, e o de Vila Pouca de Aguiar (30), em Vila Real, a receber mais estágios.

na zona Centro serão atribuídos um total de 744 estágios, dos quais 49 são destinados a cidadãos com deficiência, sendo os municípios de Coimbra (45) e o de Viseu (25) a acolherem mais vagas. O Alentejo, por sua vez, irá dispor de 363 vagas, 17 destas para portadores de deficiência, e com maior distribuição nos municípios de Ponte de Sor (21), no distrito de Portalegre, e de Portel (14), em Évora.

Para a zona do Algarve foram atribuídas 110 vagas, seis para pessoas com deficiência, sendo os municípios de Albufeira (20) e de Loulé, ambos no distrito de Faro, a dispor de mais estágios. A região de Lisboa foi contemplada com um total de 105 vagas, das quais oito serão para pessoas portadoras com deficiência, concentrando-se a maioria nos municípios de Cascais (19) e de Setúbal (19).

Este programa é um instrumento de apoio à transição dos jovens do sistema de ensino e formação profissional para o mercado de trabalho, que visa aumentar a qualificação e, consequentemente, o perfil de empregabilidade, dando resposta às dificuldades de inserção na vida profissional. Segundo o despacho, os procedimentos de seleção de estagiários devem estar concluídos no prazo de quatro meses, a contar da data da publicitação do aviso de abertura.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Governo atribui mais de dois mil estágios profissionais para a Administração Local

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião