“Há objetivos que são mais fáceis de atingir com maioria absoluta”, diz Centeno

  • ECO
  • 13 Setembro 2019

"Era melhor" governar com maioria absoluta, admite o ministro das Finanças, sublinhando que seria mais fácil alcançar certos objetivos que ficaram por alcançar nesta legislatura.

Para o ministro das Finanças, o PS conseguir uma maioria absoluta nas legislativas seria importante para alcançar objetivos que não foram possíveis de alcançar nesta legislatura.

“Há objetivos que são mais fáceis de atingir”, começou por dizer Mário Centeno, em entrevista à TSF, quando questionado se seria mais fácil se os socialistas tivessem maioria absoluta nas eleições legislativas de outubro. Depois desta declaração, o ministro da Finanças acrescentou que isto “não quer dizer que só se consiga governar com maioria absoluta”.

“Se olharmos para o espetro pós-eleitoral de 6 de outubro e tivermos uma distribuição distinta dos votos e se essa alteração significar que o PS tem mais deputados e, eventualmente, atinge a maioria absoluta, isso significa que os termos em que cada um destes dossiês avança vão ser, obviamente, distintos“, continuou, referindo-se às reformas que ficaram aquém das expectativas do PS, como a “legislação laboral e o tempo que ela levou a maturar até ser aprovada e a reforma da supervisão financeira”.

Então, tudo seria melhor se o PS tivesse uma maioria absoluta? “Eu acho que era para melhor, claro”, respondeu Centeno.

Esta segunda-feira foram conhecidos os resultados de duas sondagens que dão vitória ao PS, porém, sem maioria absoluta. Os socialistas vão na frente da corrida com mais de 37% das intenções de voto, concluíram a Aximage e a Intercampus, a apenas dois deputados da maioria absoluta.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Há objetivos que são mais fáceis de atingir com maioria absoluta”, diz Centeno

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião