Trabalhadores dos registos e notariado vão estar em greve duas semanas. Paralisação arranca dia 23

Os trabalhadores dos registos e dos notariados vão voltar à greve. A paralisação vai arrancar a 23 de setembro e durar duas semanas. A revisão do estatuto remuneratório está na origem do protesto.

O Sindicato dos Trabalhadores dos Registos e Notariado (STRN) e a Associação Sindical dos Conservadores dos Registos (ASCR) decidiram avançar com uma nova greve nacional, que deverá durar duas semanas. A paralisação deverá arrancar a 23 de setembro e terminar a 4 de outubro.

“Com este protesto, o STRN e o ASCR, os dois sindicatos mais representativos do setor dos registos, afirmam-se de uma forma concertada e musculada contra as propostas do Governo para setor“, explica o STRN, em comunicado.

Esta greve (que deverá ser a maior até agora convocada neste setor) será levada a cabo em protesto por melhores remunerações, mas também pela abertura de concursos internos e externos e por melhorias na progressão nas carreiras.

No final de julho, o Governo aprovou a revisão do estatuto remuneratório dos trabalhadores das carreiras especiais de conservador de registos e oficial de registos, o que foi muito criticado pelas estruturas sindicais do setor. Na altura, o STRN considerou estas mudanças um “ataque” ao sistema registal português, salientando que estão em causa “cortes nos salários”.

Esta revisão já tinha, de resto, motivado uma paralisação dos trabalhadores dos registos e notariado afetos ao STRN em agosto, altura em que se registou uma adesão de 90% em todo o território nacional, informou o sindicato. Os trabalhadores lutavam também pela reforma dos serviços de registo e por progressões na carreira.

Em agosto, o STRN tinha também deixado claro que, se o Governo não encetasse conversações “de forma séria e justa”, poderia estar em cima da mesa uma nova greve e outras formas de protesto, o que se irá concretizar na próxima semana.

Além do STRN, o Sindicato Nacional dos Registos (SNR) também está contra esta revisão, tendo convocado, a 9 de setembro, uma greve de 24 horas, em defesa de melhores salários, promoções e abertura de concursos. Estão marcadas paralisações deste sindicato também para 23 e 30 de setembro.

O STRN — sindicato que acaba de convocar a greve que deverá durar duas semanas até dois dias antes das legislativas — é o maior sindicato do setor, representando cerca de 4.000 trabalhadores, isto é, mais de 80% da totalidade dos trabalhadores que exercem funções nas Conservatórias e outros serviços dos Registos e Notariado.

(Notícia atualizada às 16h00)

Comentários ({{ total }})

Trabalhadores dos registos e notariado vão estar em greve duas semanas. Paralisação arranca dia 23

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião