Abstenção terá ficado entre 43,4% e os 51%, de acordo com projeções das televisões

A abstenção nestas eleições legislativas poderá ser a mais elevada de sempre. De acordo com a projeção da Católica para a RTP pode ficar entre os 44% e os 49%.

A abstenção nestas eleições legislativas poderá ser a mais elevada de sempre. De acordo com a projeção da Católica para a RTP pode ficar entre os 44% e os 49%, e de acordo com a SIC terá ficado entre os 47,5% e os 51%. Já a TVI aponta para um intervalo entre os 43,4% e os 47,49%.

Nas últimas legislativas, em 2015, a abstenção atingiu um valor recorde, de 44,1%, quando votaram 5,4 milhões de pessoas. A maioria das projeções aponta assim para que a taxa seja superior nestas legislativas.

Este ano verificou-se uma subida expressiva nos eleitores recenseados, 10,8 milhões contra os 9,8 milhões em 2015, devido ao recenseamento automático de cidadãos emigrantes e atualização dos cadernos eleitorais. Apesar disto, em termos absolutos, até às 16h00, tinham votado menos pessoas do que em 2015.

A afluência às urnas até ao meio dia deste domingo foi de 18,83%, de acordo com a secretaria-geral do Ministério da Administração Interna. Já até às 16h00 a taxa de participação fixou-se nos 38.59%, ou seja, por essa altura já tinham votado mais de quatro milhões de pessoas.

(Notícia em atualização)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Abstenção terá ficado entre 43,4% e os 51%, de acordo com projeções das televisões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião