Dos principais rostos aos horários a ter em conta. Guia para acompanhar as eleições deste domingo

Este domingo é dia dos eleitores decidirem quem serão os deputados, nos próximos quatro anos. A que horas abrem as urnas? E a que horas serão conhecidas as primeiras projeções? O ECO preparou um guia.

Este domingo é dia de ir às urnas escolher a próxima composição da Assembleia da República e, consequentemente, do Executivo seguinte. No boletim de voto, irá encontrar pelo menos 15 forças políticas, já quem as restantes seis que estão na corrida não apresentam listas em todos os círculos. No total, nestas eleições legislativas, há mais de quatro mil candidatos ao Parlamento, ainda que só estejam disponíveis 230 assentos.

Depois de um intensa campanha e agora que já sabe em quem votar, o ECO preparou um guia para que não perca nenhum momento deste dia eleitoral e, sobretudo, para que chegue à assembleia de voto a tempo de fazer ouvir a sua voz e desenhar a cruz.

Os eleitores podem votar, este domingo, a partir das 8h00, devendo-se fazer acompanhar do seu cartão de cidadão, já que o número de eleitor foi abolido. Na ausência deste documento, podem apresentar qualquer outro documento oficial que contenha uma fotografia atualizada, como o passaporte ou carta de condução.

Se ainda não sabe onde votar, pode enviar um SMS para o 3838 (gratuitamente) com a seguinte mensagem: RE, número de identificação civil (sem dígitos de controlo), data de nascimento no formato AAAAMMDD. Por exemplo: RE 12344880 19891007. Também pode encontrar essa informação na junta de freguesia ou, no estrangeiro, na comissão recenseadora da sua residência. Além destas ferramentas, pode também usar este site para consultar o local onde deve votar.

As urnas ficam abertas até às 19h00, horário a partir do qual só podem votar os portugueses que se encontrem dentro da assembleia de voto.

A Comissão Nacional de Eleições sublinha que o voto não pode ser feito pela Internet nem por SMS, isto é, tem mesmo de ser “exercido direta e presencialmente pelo eleitor”. E se se enganar a por a cruz no boletim, deverá assinalar, se quiser, todos os quadros para “esconder” a sua opção e pedir outro boletim de voto. No boletim com a falha, deve ser escrito “inutilizado” pelo presidente da mesa (que deverá rubricá-lo) e deve ser mantido separado.

O Presidente da República vota às 13h00, em Celorico de Basto, em Braga, onde está recenseado. Já o líder do PSD vai às urnas às 13h30, em Massarelos. E António Costa vota às 10h00, na Escola Básica Jorge Barradas, em Benfica, Lisboa.

Assunção Cristas exerce o seu direito de voto às 12h00, na Escola Secundária de Miraflores, em Oeiras. À esquerda, Catarina Martins vota pelas 10h00, na Escola Secundária Almeida Garrett, em Vila Nova de Gaia, e Jerónimo de Sousa vai às urnas às 11h00, no Gripo Desportivo de Pirescoxe, na freguesia de Santa Iria de Azóia.

Os primeiros números relativos à afluência a este ato eleitoral são conhecidos a partir das 13h00, deste domingo. Às 17h00, volta a ser feito um ponto da situação, com a afluência às urnas até às 16h00.

Às 20h00 serão divulgados os resultados do escrutínio provisório pela CNE, sendo que às 19h00 as televisões vão libertar as sondagens sobre a abstenção.

As primeiras projeções dos resultados eleitorais são conhecidas pelas 20h00, sendo expectável uma atualização ao longo desta noite eleitoral, com os resultados oficiais a serem conhecidos mais tarde.

Esta maratona de resultados será acompanhada pelos bloquistas a partir do Teatro Thalia, em Lisboa; o PCP vai estar, por sua vez, na sede do partido em Lisboa, na Avenida da Liberdade; e o PAN vai estar no Museu de Lisboa, no Campo Grande. Já o CDS-PP estará a acompanhar a partir da sede do partido também na capital, no largo Adelino Amaro da Costa e o PSD estará no Hotel Marriott, em Lisboa. O PS cumpre a tradição e estará no Hotel Altis.

A estação pública arranca às 18h45 com a emissão dedicada aos resultados eleitorais com José Rodrigues dos Santos, João Adelino Faria e Ana Lourenço a apresentar. Em estúdio, estarão Pedro Adão e Silva e Pedro Norton a analisar as primeiras projeções, assim como representantes das forças políticas com assento parlamentar: João Galamba (PS), Fernando Negrão (PSD), Marisa Matias (BE), António Filipe (PCP), Nuno Melo (CDS-PP) e Francisco Guerreiro (PAN). Ao final da noite, passam ainda pela RTP Graça Franco, Filipe Luís, António José Teixeira e Maria Flor Pedroso.

Já na SIC, a emissão vai ser conduzida por Clara de Sousa, Rodrigues Guedes de Carvalho, Bento Rodrigues e Pedro Mourinho. A análise será da responsabilidade de Ana Gomes, Luís Marques Mendes, José Miguel Júdice e Francisco Louçã.

Na TVI, José Alberto Carvalho e Pedro Pinto, José Carlos Castro tomam as rédeas da emissão, que contará com a leitura política de Constança Cunha e Sá, Miguel Sousa Tavares, Sérgio Figueiredo e Pedro Santos Guerreiro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Dos principais rostos aos horários a ter em conta. Guia para acompanhar as eleições deste domingo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião