Há menos queixas à ERSE. Maioria por causa da eletricidade

A ERSE recebeu menos 32% de reclamações no terceiro trimestre quando comparado com os mesmos três meses do ano passado. Setor elétrico é o principal alvo.

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) recebeu 5.390 reclamações no terceiro trimestre, uma queda face ao período homólogo do ano passado, mas uma ligeira subida quando comparado com o trimestre anterior. Deste número, 428 foram pedidos de reabertura de processos anteriores.

O setor mais reclamado é o elétrico, representando quase 75% do total das reclamações enviadas ao regulador. Segue-se o dual, referente ao serviço conjunto de energia e gás, com mais de 14% das reclamações. O gás natural ficou em terceiro lugar neste pódio, com perto de 11% das queixas. A percentagem é residual no caso do gás propano canalizado (GPL), com a ERSE a receber 31 reclamações neste período.

No setor elétrico, que foi o mais reclamado, a maioria das reclamações teve a ver com questões relacionadas com a faturação, à semelhança do serviço dual. No entanto, no terceiro trimestre, a maioria das reclamações relativas ao serviço de gás natural estiveram relacionadas com assuntos ligados à contratação.

A ERSE também faz descriminação por empresas, ressalvando, no entanto, que estes números devem ser vistos à luz da quota de mercado. Ou seja, as empresas com maior quota de mercado são, tendencialmente, as mais reclamadas. É o que acontece na energia e no gás: a empresa que foi alvo de mais reclamações nos dois segmentos foi a EDP Comercial.

No terceiro trimestre, a ERSE fechou 5.121 processos, 2.518 deles relativos a reclamações com origem nos livros de reclamações das empresas. Em 1.534 casos, a ERSE esclareceu os consumidores acerca do enquadramento legal e regulamentar.

Desfecho dos processos da ERSE no terceiro trimestre:

Fonte: ERSE (ER = Entidade Reclamada)

Relativamente a outro indicador, o dos pedidos de informação, a ERSE recebeu no terceiro trimestre um total de 280 pedidos de informação por parte de clientes ou potenciais clientes de serviços energéticos.

Comentários ({{ total }})

Há menos queixas à ERSE. Maioria por causa da eletricidade

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião