Optar por mercado livre de eletricidade permite poupar até 161 euros por ano, diz regulador

Escolher o mercado livre de eletricidade pode trazer uma poupança significativa aos consumidores: até 161 euros no contrato de eletricidade e 204 euros nos contratos duais, diz a ERSE.

Optar pelo mercado liberalizado de eletricidade pode trazer “poupanças significativas” face ao mercado regulado, frisa a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE). Por ano, estimam-se poupanças até 161 euros no contrato de eletricidade e até 204 euros nos contratos duais de eletricidade e gás natural.

“O boletim de ofertas comerciais de eletricidade, relativa ao terceiro trimestre do ano, que a ERSE divulga no âmbito do Dia Mundial da Poupança, conclui que existem poupanças significativas no mercado liberalizado (5,2 milhões de consumidores), comparativamente ao mercado regulado (cerca de um milhão de consumidores)”, lê-se na nota divulgada esta quinta-feira.

A análise baseada em três tipos de consumidores representativos do segmento residencial concluiu que escolher o mercado livre pode trazer poupanças até 161 euros no contrato de eletricidade, todos os anos, e até 204 euros no contrato dual. A propósito, a ERSE sublinha que, de julho a setembro de 2019, existiam 19 comercializadores com ofertas de eletricidade e apenas seis com ofertas duais.

Ainda de acordo com a mesma nota, em termos relativos, as poupanças anuais no mercado liberalizado podem ficar entre os 5% e os 7% face à oferta do mercado regulado.

“Os consumidores que ainda se encontram no mercado regulado, bem como os consumidores que já se mudaram para o mercado liberalizado devem manter-se informados sobre a eventual existência de ofertas comerciais mais vantajosas“, alerta a ERSE, referindo que o simulador de preços de energia já atingiu um total de 130 mil utilizadores e 2,4 milhões de simulações.

Além destes simulador de preços, a ERSE recomenda o uso do simulador de potência contratada, que permite ao consumidor “escolher a potência contratada adequada ao seu caso particular”. “A redução da potência pode gerar poupanças a partir de 22 euros anuais por cada escalão de potência contratada”, sublinha o regulador.

No Dia Mundial da Poupança, a ERSE deixa ainda outras dicas para poupar energia e, consequentemente, proteger as carteiras dos consumidores: usar lâmpadas LED permite poupar até oito euros por ano por lâmpada; utilizar as máquinas no período noturno permite poupar, por ano, 20 euros na máquina de lavar louça; usar tomadas inteligentes permite poupar até 60 euros por ano.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Optar por mercado livre de eletricidade permite poupar até 161 euros por ano, diz regulador

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião