Negócio da China leva CTT de volta aos 3,00 euros. Dispara quase 7%

Os títulos dos CTT registaram máximos de oito meses nesta sessão, depois de ser anunciada uma parceria com o AliExpress.

A bolsa de Lisboa fechou a sessão em alta, com os CTT a registarem máximos de oito meses, depois de ser anunciada uma parceria com o AliExpress. O desempenho da praça portuguesa foi também impulsionado pelo BCP e pela Galp Energia, acompanhando assim a tendência positiva das restantes praças europeias.

O índice de referência da bolsa portuguesa subiu 0,60% para os 5.234,42 pontos, para máximos de meados de julho deste ano. Das 18 cotadas, dez registaram ganhos. Entre aquelas que ficaram em “terreno” verde, destaca-se o desempenho dos CTT, que avançaram 6,91% para os 3 euros.

Os CTT fizeram uma parceria com o AliExpress, do Grupo AliBaba, para o Festival Global de Compras 11.11 de 2019 do AliExpress, o “Black Friday” da China, com o objetivo de repetir o sucesso alcançado no ano passado, quando foram recebidas em Portugal mais de 300 mil encomendas vindas daquele mercado asiático.

Nos ganhos, nota também para o BCP, que avançou 1,44% para os 0,2112 euros, e para a Galp Energia, que valorizou 1,06% para os 14,78 euros. Numa altura em que se espera um acordo comercial entre os EUA e a China, as papeleiras, mais expostas aos mercados internacionais, encontram-se também nas valorizações. A Navigator somou 1,34% para os 3,49 euros, e a Altri subiu 0,51% para os 5,92 euros.

Pela Europa os ganhos foram ligeiros. O índice de referência Stoxx 600 avançou 0,2%, o francês CAC 40 subiu 0,4% e o espanhol IBEX 35 somou 0,6%.

Novabase sobe mais de 7%

Fora do índice principal, destaque para a Novabase. A empresa vendeu à Vinci Energies Portugal a subsidiária indireta Novabase Digital, responsável pelo negócio de governo, transportes e energia. O negócio, que deverá ficar concluído nos próximos meses, vai ser fechado por 33 milhões de euros.

Os títulos da empresa avançaram 7,57% para os 2,70 euros, sendo que a liquidez das transações desta sessão foi de 204 mil euros, um valor superior à liquidez diária registada dos últimos 12 meses.

(Notícia atualizada às 17h10)

Comentários ({{ total }})

Negócio da China leva CTT de volta aos 3,00 euros. Dispara quase 7%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião