Saiba como justificar as 6 interrupções de carreira mais comuns

Muitas são as razões pelas quais um trabalhador possa pensar em interromper a sua carreira. Mas como podem os profissionais explicar estas situações num contexto de entrevista?

Ao longo do seu percurso profissional muitas são as razões pelas quais um trabalhador pode pensar em interromper a sua carreira. Seja para cuidar dos filhos, tirar tempo para viajar, estudar, cuidar de um familiar, ou até mesmo para procurar a oportunidade de emprego certa, todas estas situações podem justificar uma pausa ou uma mudança de carreira.

De acordo com a recrutadora Hays, é cada vez mais frequente profissionais das mais diversas áreas apresentarem interrupções nos seus CVs, pois a esperança média de vida está aumentar e, por isso, têm não só mais oportunidades como provavelmente trabalharam durante mais tempo, até aos 70 ou 80 anos. Isto faz com que as carreiras não sejam tão lineares. Mas como poderão os profissionais explicar estas situações num contexto de entrevista?

  1. Motivos de doença – Não há necessidade de fornecer detalhes específicos sobre a doença. Explique antes como usou o tempo livre e, se o utilizou para pesquisar e aprender mais sobre as tendências do setor, evidencie isso. Demonstre que está pronto para voltar a trabalhar e porque é que aquela oportunidade é a melhor para si. Pode dar uma resposta deste género: “Senti-me incapaz de continuar na minha posição anterior devido à minha condição médica. No entanto, agora sinto-me bem e pronto para uma nova oportunidade. Candidatei-me a esta posição pois baseia-se nas minhas aptidões e vai ao encontro dos meus valores, algo que me dá a oportunidade de agregar valor real todos os dias”.
  2. Cuidar de um parente – Numa situação de entrevista, se esta for a razão para ter interrompido a sua vida profissional, pode responder algo como: “Tive de deixar o meu emprego para cuidar de um familiar mas, assim que consegui contratar um prestador de cuidados médicos a tempo inteiro, voltei a procurar emprego. Estando à procura de uma empresa inovadora e que me permita desenvolver as minhas aptidões, pareceu-me que esta organização seria uma ótima combinação.” No fundo, não deve referir pormenores sobre o seu papel de cuidador. Deixe claro que o seu familiar já recuperou ou que tem mais assistência médica e explique como está pronto para aceitar o novo desafio.
  3. Viagem – Concentre-se nas razões pelas quais decidiu viajar, realçando a procura de desenvolvimento pessoal, de uma maior consciência cultural e aquisição de novas perspetivas. Para isso basta proferir algo deste tipo: “Fiz uma viagem de seis meses para interagir com diferentes culturas e obter novas perspetivas. Aprendi várias lições de vida durante a viagem, por isso estou impressionado com o compromisso desta empresa com o desenvolvimento pessoal e profissional. Estou pronto para me concentrar na minha carreira, especialmente nesta oportunidade”. Em suma, diga que está pronto para voltar a trabalhar e explique por que quer aquela oportunidade em particular.
  4. Procurar novos desafios – “Assim que a minha função anterior terminou comecei imediatamente à procura de um novo emprego e estou à procura de um desafio que me faça progredir na carreira, desenvolver as minhas aptidões e que me ajude a fazer a diferença. Por isso, encontro-me particularmente interessado nas oportunidades que esta função e esta empresa me iriam proporcionar, tais como,…”. Neste caso pode explicar como tem procurado proativamente um novo desafio profissional. Conte como utilizou esse tempo para aperfeiçoar as suas skills, manter-se atualizado sobre as tendências do setor e pensar no que realmente pretende de uma nova função e de um novo empregador. Visto que está à procura do desafio certo, não se esqueça de descrever o porquê dessa posição ser a indicada para si.
  5. Cuidar dos filhos – Neste tópico pode contar porque reservou tempo para priorizar a família e cuidar dos seus filhos. Concentre-se no motivo pelo qual pensa estar pronto para voltar a trabalhar. Desta forma, pode dar como exemplo de resposta o seguinte: “Fui pai recentemente e para mim a família é um dos pilares mais importantes. Portanto decidi passar o máximo de tempo possível com o meu filho no seu primeiro ano de vida. Agora estou pronto para entrar novamente no mercado de trabalho e enfrentar um novo desafio profissional”.
  6. Estudar – Esclareça por que decidiu voltar a estudar e que competências quis adquirir e desenvolver. Se este for o seu motivo, destaque como o desenvolvimento pessoal é essencial para si e explique como as aptidões são úteis para a oportunidade a que se está a candidatar. Responda algo como: “Quis aumentar a minha formação pois, além de tentar melhorar pessoal e profissionalmente, achei que precisava de adquirir mais conhecimento. Tomei a decisão de voltar a estudar. Já com o curso terminado, procuro uma nova oportunidade onde possa utilizar estas mesmas aptidões.”

Não deve ter vergonha nem ocultar nenhuma paragem que tenha feito ao longo da sua carreira, o importante é que saiba justificar as razões pelas quais o fez e, se possível, relacionar isso com a posição e empresa a que se candidata. O essencial é falar das mais-valias que obteve durante o tempo em que fez essa interrupção e no que é que isso pode ajudá-lo atualmente. Quando um consultor de recrutamento o questionar sobre eventuais pausas, responda com honestidade e confiança, mostrando como está entusiasmado por começar um novo desafio.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Saiba como justificar as 6 interrupções de carreira mais comuns

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião