Cartão Lisboa Viva dá desconto nas motas da eCooltra

Os titulares de cartão Lisboa Viva vão passar a ter desconto no serviço de motas elétricas eCooltra. A campanha vai estar em vigor até ao fim de janeiro.

A eCooltra está a oferecer descontos nas motas elétricas em Lisboa para quem tenha passe de transportes públicos, anunciou a empresa em comunicado.

“A eCooltra […] associou-se ao cartão Lisboa Viva, permitindo que até dia 31 de janeiro de 2020, todos os que se deslocam em Lisboa terão uma mobilidade 360. Os utilizadores deste cartão terão direito a um desconto de 15% no serviço da eCooltra”, informou a empresa em comunicado. Ou seja, em vez dos 26 cêntimos por minuto, o preço do serviço fica a 22 cêntimos para quem associe a sua conta ao passe Lisboa Viva. A adesão à campanha é feita através deste formulário.

Esta campanha prova que o crescimento no número de pessoas com cartão Lisboa Viva continua a seduzir as empresas de mobilidade, que veem nele uma forma de atraírem novos clientes, com a promessa de uma solução de mobilidade integrada com as alternativas de transporte público.

A eCooltra não esconde essa ambição: “Esta colaboração surge depois de terem sido batidos novos recordes na venda dos passes incluídos neste cartão — 723.129 em setembro, representando um crescimento de 25,5% desde que os novos tarifários Navegante entraram em vigor. Diariamente existem 750.000 utilizadores a utilizar a rede de transportes de Lisboa”, aponta a empresa em comunicado, indicando que, atualmente, existem cerca de três milhões de utilizadores do cartão Lisboa Viva.

Aliás, segundo o cofundador da empresa, Tim Buetefisch, “esta é uma oportunidade para fazer chegar o nosso serviço a mais pessoas e faz parte da nossa política a procura de novas soluções, que possam contribuir para a melhoria da vida das pessoas”.

Esta promoção surge alguns meses depois de a empresa de trotinetas elétricas Hive ter anunciado a oferta de créditos para viagens gratuitas a quem associasse o cartão Lisboa Viva à aplicação. À semelhança da eCooltra, esta campanha foi temporária e já não se encontra em vigor.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Cartão Lisboa Viva dá desconto nas motas da eCooltra

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião