Wild Code School abre três novos cursos em tecnologias de informação

A escola de programação europeia Wild Code School vai abrir em 2020 dois cursos de web development e um de data analyst em Lisboa. Inscrições já começaram e os cursos custam cinco mil euros.

A Wild Code School, rede europeia de escolas de programação que chegou a Portugal no início deste ano, vai abrir três novos cursos nas áreas das tecnologias de informação: dois de web development em Javascript e um de data analyst. Os cursos custam cinco mil euros e vão contar com duas modalidades: a full-time e a part-time.

No curso de web development em Javascript os alunos vão aprender a criar websites, aplicações ou software, bem como, a usar linguagem de programação. Para este curso há duas modalidades disponíveis: uma a tempo parcial, com início a 17 de fevereiro e duração de 10 meses, e outra a tempo inteiro, que começa a 9 de março e dura metade do tempo.

Quanto ao curso de data analyst destina-se a pessoas que queiram adquirir competências relativas à linguagem de programação, técnicas de data processing “para no fundo conseguir analisar os dados das empresas e extrair deles informação útil para tomadas de decisão acertadas“, refere o comunicado. Tal como curso de web development em Javascript a tempo inteiro, o curso terá inicio a 9 de março.

Para quem inscrever no curso de web development em Javascript em part-time tem até 30 de novembro um desconto de 15%. No que toca às modalidades de full-time, o desconto é menor — de apenas de 10% — mas, em contrapartida, pode usufruir do desconto até 15 de dezembro.

A abertura destes novos cursos surge “em resposta ao sucesso das edições anteriores” assim como pelo aumento da procura, sublinha a nota de imprensa enviada pela empresa. “O feedback que temos recebido dos alunos tem sido muito positivo, e a verdade é que o número de inscrições tem superado e muito as nossas expectativas. Penso que isto tem a ver com o facto de os nossos cursos oferecerem grande flexibilidade aos alunos e os ajudar a desenvolver as competências certas e adaptáveis a esta nova era, afirma Ana Sofia Martins, Lisbon campus manager.

A Wild Code School foi fundada em 2014 por Anna Stépanoff, em França, e conta com 24 escolas em toda a Europa, onde já se formaram mais de dois mil programadores.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Wild Code School abre três novos cursos em tecnologias de informação

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião