Chega duplica intenções de voto um mês depois das eleições

  • ECO
  • 22 Novembro 2019

Sondagem da Aximage revela que o partido liderado por André Ventura subiu 1,7% nas intenções de voto dos portugueses, um mês depois das eleições legislativas, a 6 de outubro.

O Chega foi o partido que saiu mais beneficiado junto dos portugueses no mês seguinte às eleições legislativas. O partido de André Ventura duplicou as intenções de voto, de acordo com uma sondagem da Aximage.

De acordo com a sondagem “Pós-eleitoral Novembro 2019”, realizada para o Jornal Económico (link indisponível), a força política de extrema-direita obteve a maior variação positiva nas intenções de voto, com um aumento de 1,7 pontos percentuais.

Este acréscimo permitiria ao Chega mais do que duplicar o resultado obtido nas urnas. Nas eleições de legislativas, de 6 de outubro, teve 67.826 votos (1,29%), tendo conseguido eleger um único deputado para o Parlamento, tal como o Iniciativa Liberal e o Livre.

Além do Chega, também o PS sobe 1,1 pontos percentuais, enquanto o Bloco de Esquerda consegue aumentar as intenções de voto em 0,9. Por sua vez, o PSD regista a maior quebra.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Chega duplica intenções de voto um mês depois das eleições

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião