Com investidores à espera de acordo comercial, Wall Street mexe pouco

Os mercados norte-americanos encerraram a penúltima sessão da semana ligeiramente acima da linha de água. Os investidores estão à espera de novos sinais sobre as negociações entre os EUA e a China.

Com os investidores à espera de novos sinais de avanços ou recuos relativamente ao acordo comercial que está a ser negociado entre Washington e Pequim, Wall Street terminou a penúltima sessão da semana praticamente na linha de água.

O índice de referência, o S&P 500, valorizou 0,12% para 3.116,38 pontos. O tecnológico Nasdaq também subiu 0,03% para 8.569,11 pontos e o industrial Dow Jones avançou 0,08% para 27.672,33 pontos.

Os investidores estão expectantes em relação ao acordo comercial que está a ser negociado entre a China e os Estados Unidos. Na semana passada, Donald Trump disse não haver “prazo” para a assinatura desse entendimento e o secretário do Comércio norte-americano frisou mesmo que, se não houvesse avanços significativos nas negociações, as novas tarifas previstas para 15 de dezembro iriam avançar.

Entretanto, Donald Trump já veio, contudo, revelar que as negociações estão a correr “muito bem”, não sendo certo agora se as novas taxas aduaneiras avançarão ou não.

“Estamos a aguardar para ver o que acontece no plano comercial”, explica o analista Chuck Carlson, da Horizon Investment Services, citado pela Reuters. “As pessoas estão a tentar interpretar o que está a acontecer com as negociações comerciais e o próximo prazo relevante é 15 de dezembro”, acrescenta.

Além dos desenvolvimentos da guerra comercial, também os dados económicos mantiveram os mercados (ligeiramente) acima da linha de água. O défice comercial dos Estados Unidos caiu, em outubro, para o nível mais baixo de um ano meio, indicando que o crescimento económico poderá fortalecer no quarto trimestre do ano. E esta sexta-feira são conhecido os novos dados do desemprego.

Na sessão desta quinta-feira, destaque ainda para a Nike, cujos títulos subiram 2,21% para 95,79 dólares, depois do Goldman Sachs ter revisto a indicação de “neutro” para “comprar”. Também as ações da Kroger se destacaram, tendo caído 3,04% para 26,80 dólares, depois dos seus resultados terem ficado abaixo do esperado.

Comentários ({{ total }})

Com investidores à espera de acordo comercial, Wall Street mexe pouco

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião