Le Wagon lança novo curso de data science em parceria com Nova SBE

A escola de programação juntou-se à Nova SBE para lançar o primeiro bootcamp de data science. O curso de 24 semanas dirige-se a jovens recém-formados e a profissionais. As inscrições já estão abertas.

A escola de programação Le Wagon anunciou esta quarta-feira o lançamento de um novo bootcamp em data science, em parceria com o Data Science Knowledge Center da Nova SBE. O programa de 24 semanas inclui formação especializada nas áreas de programação em Python, SQL, machine learning, engenharia de dados, gestão de projetos tech, inteligência artificial aplicada aos negócios, entre outros. As candidaturas já estão abertas no site oficial da Le Wagon e para se inscrever no curso basta ter alguns conhecimentos de matemática e de programação. As aulas têm início previsto para junho.

O bootcamp é dirigido a jovens recém-formados ou a profissionais que queiram ganhar ou reforçar competências na área de data science. De acordo com a Le Wagon, o curso vai preparar os participantes para serem cientistas de dados junior, analista ou engenheiro de dados e para trabalhar nas várias vertentes de dados em ambientes de produção. O programa inclui ainda uma componente prática, através da qual os participantes poderão adquirir experiência com sistemas de recomendação, motor de busca, apps de reconhecimento de imagem, ferramentas de otimização de processos, entre outros.

“No início da Le Wagon em 2013, a área de data não era suficientemente madura. Hoje, este setor é muito mais claro e organizado”, sublinha Sebastien Saunier, ex-engenheiro da Google, CTO e cofundador da Le Wagon. “Usámos o mesmo modelo do nosso produto principal, com 20% teoria e 80% de prática em projetos“, sublinha.

«A capacidade da Le Wagon construir programas intensivos, ágeis, técnicos e com uma abordagem prática, em conjunto com o mindset de liderança e multidisciplinar da Nova SBE, vai aumentar a nossa capacidade de ajudar os nosso alunos e ex-alunos a prepararem-se par ao mercado de trabalho do século XXI“, destaca Lénia Mestrinho, diretora executiva do Data Science Knowledge Center. De acordo com a União Europeia, prevê-se que a percentagem de profissionais de data aumente 14,1% durante este ano, elevando para 10,43 milhões o número de profissionais nesta área.

Parte da formação será lecionada por antigos trabalhadores de empresas como a Quora, Ele.me ou o Airbnb. O curso 5.900 euros e será lecionado às terças-feiras, quintas-feiras e sábados, durante a tarde.

“A Le Wagon tem um histórico impressionante, por já ter formado mais de 6.000 estudantes em todo o mundo e os seus alunos trabalham em empresas como a Paypal, Google, Amazon, Uber e Facebook. Estamos entusiasmados por fazer parte de uma lista de parcerias com universidades como a HEC (Paris) e a LSE (Londres)”, sublinha Lénia Mestrinho.

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Le Wagon lança novo curso de data science em parceria com Nova SBE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião