Talkdesk cria Academia de Data Science em parceria com a universidade de Coimbra

  • Ricardo Vieira
  • 18 Julho 2019

Candidaturas para a 1.ª edição da iniciativa decorrem até 31 de agosto. Startup criou projeto em parceria com a universidade de Coimbra.

TDX-UC Data Science Academy é o nome do programa lançado pela Talkdesk, em parceria com o departamento de Engenharia Informática da Universidade de Coimbra (UC).

Nesta Academia há 240 horas de formação, organizadas em três módulos de um mês. Cada um, dedicado a um tema específico, contemplará duas etapas distintas: duas semanas em ambiente de sala de aula, para uma contextualização aprofundada em torno dos conceitos e técnicas-chave dos vários domínios considerados, e duas semanas para o desenvolvimento e apresentação de um projeto individual, com acompanhamento por parte de um tutor da UC.

“Na era em que vivemos, a tecnologia e os dados imperam e os data scientists são dos profissionais mais requisitados do mercado. Em Portugal assistimos a uma grande escassez destes especialistas perante as necessidades crescentes das empresas e foi com essa lacuna em mente que surgiu esta iniciativa”, explica João Coelho, diretor de talento do TDX, que reconhece que este “é também mais um ponto de contacto entre a Talkdesk e a Academia, reforçando e enriquecendo a nossa ligação ao ecossistema tecnológico de Coimbra. Esta é uma forma de acrescentar valor à comunidade, sobretudo aos estudantes, numa das áreas mais promissoras do futuro”.

As candidaturas para o primeiro módulo, que arranca a 16 de setembro, decorrem até 31 de agosto. Há apenas 15 vagas por módulo, sendo o primeiro dedicado ao processamento de linguagem natural, um domínio de ciências da computação no qual a Talkdesk está a apostar no presente, por via do desenvolvimento de um software capaz de compreender e mimetizar a linguagem humana, no sentido de poder endereçar, de forma cada vez mais eficiente, as necessidades dos seus clientes.

O investimento é de 249 euros (por módulo) no caso de ser estudante e 399 euros para não estudantes.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Talkdesk cria Academia de Data Science em parceria com a universidade de Coimbra

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião