Restaurante Vistas, com estrela Michelin, abre a 4 de março

Localizado por terras algarvias, o "Vistas" vai reabrir ao público a 4 de março. Peixe e marisco são especialidades do chef Rui Silvestre.

Guia Michelin é um dos principais símbolos da gastronomia mundial. Em Portugal há 27 restaurantes que merecem essa condecoração, mas um deles estava encerrado para obras desde novembro. Localizado em terras algarvias, o restaurante Vistas, onde a cozinha fica a cargo do chef Rui Silvestre, reabre a 4 de março.

Situado em Vila Nova de Cacela e integrado num complexo turístico de luxo, o restaurante é assente na cozinha tradicional e maioritariamente de peixe e marisco, mas conta ainda com algumas opções vegetarianas e pratos de carne. “Neste momento, temos três menus disponíveis que muito provavelmente sofrerão atualizações aquando da reabertura do Vistas em março 2020“, referiu ao ECO fonte oficial do Vistas, aquando do prémio.

Encerrado desde 2 de novembro, altura em que recebeu a sua primeira estrela Michelin, o restaurante “sofreu melhorias significativas” por forma a “proporcionar uma experiência ainda mais especial” aos seus clientes e reabre já na próxima semana, aponta o restaurante.

Com dois menus de degustação, o menu “Fauna e Flora” permite-lhe saborear seis experiências por 100 euros por pessoa, isto já com o wine paring incluído, de acordo com o preçário do site. Os clientes têm também à disposição o Sea Promenade (em português Passeio Marítimo), onde pode optar por provar cinco, seis ou sete criações diferentes, por valores a partir de 90 euros por pessoa, também com a combinação de vinhos incluída.

Caso prefira escolher à carta, as opções são vastas e variam entre os 18 euros, para um prato de vegetais, e os 63 euros, se escolher um prato de carne.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Restaurante Vistas, com estrela Michelin, abre a 4 de março

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião