Covid-19: Turismo na UE já perdeu 1.000 milhões com falta de turistas chineses

  • Lusa
  • 2 Março 2020

A ausência de turistas chineses, devido ao novo coronavírus, já provocou perdas de 1.000 milhões de euros no setor turístico da União Europeia desde janeiro.

O setor turístico da União Europeia (UE) perdeu dois milhões de dormidas e 1.000 milhões de euros desde o início de janeiro devido à ausência de turistas chineses, indicou esta segunda-feira o comissário europeu do Mercado Interno.

Numa entrevista ao canal BFMTV, Thierry Breton, citado pela agência Efe, disse haver “um abrandamento importante da economia mundial” relacionado com a epidemia do coronavírus, dado o elevado peso económico da China.

Esse impacto, disse, sente-se ao nível das cadeias de fornecimento de muitas empresas, que dependem de mercadorias fabricadas na China, mas também no turismo, já que os chineses deixaram de viajar.

Segundo o comissário francês, como resultado registaram-se menos dois milhões de dormidas nos estabelecimentos turísticos dos 27 países da União Europeia desde janeiro, o que se traduz num recuo de 1.000 milhões de euros das receitas mensais.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Covid-19: Turismo na UE já perdeu 1.000 milhões com falta de turistas chineses

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião