Bolt chega a Viseu e Barcelos. Dá desconto de 50% nas primeiras viagens

A Bolt chega hoje às cidades de Viseu e Barcelos. Oferece um desconto de 50% nas primeiras cinco viagens para novos utilizadores.

A Bolt continua a expandir-se em Portugal e acaba de alargar os seus serviços a Viseu e Barcelos a partir desta quarta-feira, juntando-se a cidades como Aveiro, Guimarães, Coimbra, Águeda, Figueira da Foz, Matosinhos e Vila Nova de Gaia.

“O lançamento em Viseu e Barcelos faz parte do nosso objetivo de aumentar a cobertura a nível nacional, sendo que consideramos fundamental disponibilizar estes serviços de mobilidade também no interior do país, e não apenas nas grandes cidades do litoral”, explica David Ferreira da Silva, responsável pela Bolt em Portugal.

David Ferreira da Silva diz ainda que nestas duas cidades “a presença de um elevado número de jovens e estudantes, aliada ao aumento da procura dos serviços nestas regiões, leva-nos a acreditar que estas populações irão aproveitar bastante este tipo de mobilidade”, refere David Ferreira da Silva.

Com esta nova expansão a Bolt oferece um desconto de 50% nas primeiras cinco viagens para novos utilizadores – o desconto é aplicado de imediato. Para utilizar a app, basta fazer o download num dispositivo iOS e Android, criar conta e introduzir um método de pagamento.

Para além do serviço básico que a plataforma oferece está também disponível nestas regiões o Bolt for Business, o produto empresarial que tem como objetivo proporcionar às empresas uma plataforma para gerirem a mobilidade dos seus colaboradores e garantir-lhes viagens rápidas, eficientes e cómodas, dentro e fora dos grandes centros urbanos.

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Bolt chega a Viseu e Barcelos. Dá desconto de 50% nas primeiras viagens

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião