Fed lança nova injeção de 500 mil milhões de dólares

  • Lusa e ECO
  • 16 Março 2020

A Fed de Nova Iorque indicou que a operação, suplementar ao calendário normal, "tem por objetivo assegurar que o montante de reservas permanece amplo e apoiar o bom funcionamento dos mercados".

A Reserva Federal (Fed) de Nova Iorque anunciou esta segunda-feira uma segunda operação não prevista no mercado monetário, no valor de 500 mil milhões de dólares, para assegurar liquidez suficiente.

Em comunicado, a Fed de Nova Iorque indicou que a operação, suplementar em relação ao calendário normal, “tem por objetivo assegurar que o montante de reservas permanece amplo e apoiar o bom funcionamento dos mercados financeiros no curto prazo”.

A operação terá início às 17h30 (hora de Lisboa) com a duração de 15 minutos. O banco central norte-americano tem aumentado a liquidez no mercado desde que a crise do coronavírus começou a atingir os Estados Unidos. A Fed tinha levado a cabo uma operação semelhante na semana passada.

No domingo, a Reserva Federal baixou as taxas de juro para o intervalo entre zero e 0,25%, ao mesmo tempo que anunciou um programa de estímulos no valor de 700 mil milhões de dólares, incitando os bancos a utilizarem todos os meios ao dispor para garantir que os seus clientes têm acesso a dinheiro barato.

O pacote de emergência não conseguiu, no entanto, animar os investidores. Pelo contrário, foi visto como um prenúncio de que o impacto do coronavírus seja mais forte que o esperado. Após uma suspensão na abertura da sessão devido às fortes quedas, o índice financeiro S&P 500 perde 8,12% para 2.490,98 pontos, o Dow Jones cai 8,64% para 21.183,00 pontos e o tecnológico Nasdaq perde 8,46% para 7.208,30 pontos.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Fed lança nova injeção de 500 mil milhões de dólares

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião