Cruzeiro com 27 portugueses acostou em Lisboa. Mais de mil passageiros vão ser repatriados

Os cidadãos portugueses e os titulares de autorização de residência em Portugal farão os testes de despistagem do novo coronavírus, podendo desembarcar se os resultados forem negativos.

Arrancou este domingo uma operação para o repatriamento de 1.338 passageiros, entre os quais 27 de nacionalidade portuguesa, que se encontram no navio de cruzeiro MSC Fantasia, proveniente do Brasil. O navio acostou esta manhã no Porto de Lisboa e os passageiros permanecem no navio.

Os restantes passageiros são provenientes de 38 países, maioritariamente da União Europeia, Reino Unido, Brasil e Austrália, de acordo com uma nota do gabinete do ministro da Administração Interna. A operação, que envolve várias entidades portuguesas, como o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, a Direção Geral da Saúde e a Polícia Marítima, decorre em articulação com embaixadas destes países.

Os passageiros estão no navio para a realização de todos os procedimentos previstos para o desembarque, nomeadamente a autorização por parte da autoridade de saúde. Nesta tarde, os cidadãos portugueses e os titulares de autorização de residência em Portugal farão os testes de despistagem do novo coronavírus, podendo desembarcar se os resultados forem negativos.

“A partir de terça-feira, e depois de verificados todos os procedimentos de autorização por parte da autoridade de saúde, desembarcarão os restantes passageiros do navio, que, em trânsito, serão escoltados ao aeroporto Humberto Delgado para voos humanitários de regresso aos seus países de origem”, indica o gabinete de Eduardo Cabrita.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Cruzeiro com 27 portugueses acostou em Lisboa. Mais de mil passageiros vão ser repatriados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião