Juventus corta 90 milhões em salários no plantel principal devido ao coronavírus

  • Lusa
  • 29 Março 2020

Os jogadores do clube de Turim, incluindo Cristiano Ronaldo, vão ter uma redução salarial equivalente a quatro meses de ordenados.

A Juventus acertou com o treinador e os futebolistas do plantel principal, entre os quais Cristiano Ronaldo, uma redução salarial equivalente a quatro meses de ordenados, cujo valor ascende a 90 milhões de euros, devido ao coronavírus.

O clube explicou que, devido à paralisação das competições desportivas, provocada pela atual situação de emergência de saúde global, alcançou um “entendimento com os jogadores e os treinadores da primeira equipa, relativo às suas compensações pela porção residual do resto da época competitiva”, lê-se no site oficial da Juventus.

Segundo o clube de Turim, no norte de Itália, o acordo permite “a redução das compensações num montante igual aos pagamentos mensais de março, abril, maio e junho de 2020”, com efeitos económicos e financeiros positivos na ordem dos 90 milhões de euros para as contas do presente exercício. “Nas próximas semanas, os acordos individuais com os jogadores e o treinador vão ser finalizados”, salientou a Juventus.

Caso haja uma recalendarização dos jogos no futuro, o emblema no qual atua o astro português Ronaldo “vai negociar em boa-fé com os jogadores e o treinador possíveis aumentos das compensações [salariais], de acordo com a concretização das competições oficiais”, informou. A Juventus aproveitou para “agradecer aos jogadores e ao treinador pelo compromisso num período difícil para todos”.

Esta decisão não é uma inédita no mundo do futebol. Na semana passada, o Barcelona também anunciou que vai reduzir os salários dos jogadores para minimizar o impacto desta pandemia. “Trata-se de uma redução do valor da compensação diária atribuída aos trabalhadores e, por conseguinte, a redução proporcional da remuneração prevista nos respetivos contratos de trabalho”, disse o clube onde joga o português Nélson Semedo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Juventus corta 90 milhões em salários no plantel principal devido ao coronavírus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião