Hospitais privados têm 106 doentes internados com Covid-19, diz APHP

Estão em funcionamento cinco hospitais privados de primeira linha, que têm um total de cerca de 330 camas destinadas a doentes com Covid-19.

Há 106 doentes com Covid-19 internados em hospitais privados, diz a Associação Portuguesa Da Hospitalização Privada (APHP). Foi com a entrada de Portugal na fase de mitigação da pandemia que passou a ser feito o diagnóstico, tratamento e internamento do novo coronavírus nestes estabelecimentos.

Estão em funcionamento cinco hospitais privados de primeira linha, sendo que já foram registados mais de 200 diagnósticos positivos “que, entretanto, tiveram alta, pelo que os pacientes estão a ser acompanhados no domicílio”, adianta a APHP, em comunicado. A diretora-geral da Saúde tinha já apontado que cerca de 80% dos doentes serão tratados em casa.

Os hospitais privados de primeira linha têm um total de cerca de 330 camas destinadas a doentes com Covid-19, incluindo cerca de 80 camas de cuidados intensivos. Segundo os últimos dados disponíveis da Direção Geral de Saúde, para todo o país, estão internados 1.042 doentes infetados, dos quais 240 em cuidados intensivos.

“Há também a registar nestes dias que, em diversas regiões do país, os hospitais privados têm dado o apoio solicitado como hospitais de segunda linha, nomeadamente no internamento de doentes que estavam nos hospitais públicos ou no acolhimento de residentes de lares”, aponta Óscar Gaspar, presidente da APHP, citado em comunicado.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Hospitais privados têm 106 doentes internados com Covid-19, diz APHP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião