Cuatrecasas assessora Zurich em negócio imobiliário

A Cuatrecasas assessorou juridicamente a Zurich na na compra do edifício Castilho 52, em Lisboa. A operação contou com os advogados Sara Quaresma e Afonso Scarpa da equipa de imobiliário.

A sociedade de advogados Cuatrecasas assessorou juridicamente a Zurich na compra do edifício Castilho 52, em Lisboa, ao fundo de investimento imobiliário alemão AM Alpha.

“O edifício, construído nos anos 90, é composto por dez pisos de escritórios acima do solo com uma área aproximada de 4.090 m² e dois pisos de estacionamento em cave, e fica situado no designado Prime Central Business District de escritórios de Lisboa”, refere a Cuatrecasas em comunicado.

A operação contou com o acompanhamento jurídico de uma equipa do departamento de imobiliário constituída por Sara Quaresma, associada sénior, e Afonso Scarpa, associado.

Recentemente, António Bico, CEO da Zurich em Portugal, foi entrevistado pelo ECO para a rubrica Gestores em Teletrabalho. Em declarações, o responsável máximo pela seguradora suíça afirma que “tudo vai ser diferente daqui para a frente” e que esta pandemia irá “alterar o paradigma e marcará, com certeza, um momento de mudança na sociedade e no mundo”.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Cuatrecasas assessora Zurich em negócio imobiliário

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião