BCP dispara quase 6% e impulsiona PSI-20

Por toda a Europa, o sentimento é positivo graças à perspetiva de aplanar da curva de infetados com Covid-19. Ainda assim, a bolsa de Lisboa esteve entre as que menos subiram na Europa.

A bolsa de Lisboa fechou em alta pela segunda sessão consecutiva. O possível aplanar da curva de infetados com Covid-19 está a animar os investidores tanto na Europa e como nos EUA. São os setores mais afetados nas últimas sessões que mais ganham. Em Lisboa, é o caso das papeleiras e da banca.

O PSI-29 avançou 1,27% para 4.069,46 pontos. A Semapa foi a que mais subiu, com um ganho de 5,94%, enquanto a Navigator somou 5,08% e a Altri valorizou 3,5%. Além destas, também o BCP também esteve entre as cotadas em maior destaque, ao ganhar 5,8% para 0,0967 euros por ação.

Na energia, a REN somou 0,42% para 2,40 euros depois após um relatório favorável do CaixaBank BPI. “No atual contexto volátil dos mercados acionistas, os investidores estão a mudar para ações mais protegidas e defensivas, o que torna os retardatários deste segmento oportunidades para não desperdiçar”, sublinharam os analistas.

Ainda no setor, a EDP valorizou 1,66% para 3,606 euros — no dia em que está no mercado para emitir dívida verde — e a Galp Energia ganhou 1,06% para 0,025 euros. Em sentido contrário, a EDP Renováveis cedeu 0,76% para 10,38 euros.

No retalho, o sentimento também foi misto. Se a Sonae avançou 3,9%, a Jerónimo Martins esteve entre as empresas que travaram o índice: afundou 3,13% para 15,50 euros. Também a Nos fechou no vermelho, ao deslizar 0,38%.

“O mercado português encerrou em alta, apesar de ter apresentado uma underperformance face aos pares europeus, explicam os analistas do BPI. “As notícias mais animadoras e esperançosas relativamente a um possível plateau na propagação do coronavírus na Europa conseguiram devolver ânimo aos investidores, o que que se refletiu naturalmente numa pressão compradora significativa.

O índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 18%, enquanto o alemão DAX avançou 2,7%, o francês CAC 40 ganhou 1,96%, o espanhol IBEX 35 somou 3,66% e o britânico FTSE 100 valorizou 2,06%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP dispara quase 6% e impulsiona PSI-20

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião