Uber vai oferecer viagens e refeições aos profissionais de saúde

  • Lusa
  • 16 Abril 2020

A Uber vai oferecer 12 mil viagens e cinco mil refeições aos profissionais de saúde para ajudar a reduzir a pressão na linha da frente ao combate ao Covid-19.

A Uber vai oferecer 12 mil viagens e cinco mil refeições aos profissionais de saúde para ajudar a “reduzir a pressão na linha da frente” ao combate à pandemia de Covid-19.

Em comunicado, a Uber, empresa de transporte individual e remunerado de passageiros em veículos descaracterizados a partir de plataforma eletrónica, adiantou que vai oferecer 12 mil viagens gratuitas, até ao valor de 10 euros cada, para ajudar os profissionais de saúde. As viagens seguintes terão 20% de desconto.

Na nota é também referido que a Uber Eats vai oferecer cinco mil refeições até 15 euros para a equipa do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e cinco mil taxas de entrega.

A Uber Eats vai também desenvolver esforços para que “os seus restaurantes parceiros doem refeições ou forneçam ofertas específicas aos profissionais de saúde”.

A plataforma anunciou também a oferta de cinco mil viagens em bicicletas JUMP, disponíveis para os profissionais de saúde em quatro hospitais de Lisboa: Santa Maria, São José, Curry Cabral e Estefânia.

Essa oferta garante duas viagens por dia, até 30 minutos cada uma.

As viagens e refeições gratuitas podem ser solicitadas por qualquer pessoa com um endereço de e-mail do SNS ou de um serviço de saúde.

A Uber adianta também que todos os profissionais de saúde do SNS assim como do Grupo Luz Saúde, Grupo Lusíadas Saúde e Santa Casa da Misericórdia do Porto foram já pré-aprovados e a oferta estará disponível para todos os profissionais de saúde que se queiram juntar a esta iniciativa.

Coronavírus Dados Informativos

Última atualização: 2020-09-22 19:48:01

Fonte: DGS

  • Confirmados

    69.663

    +463

  • Suspeitos

    -

  • Recuperados

    45.974

    +238

  • Óbitos

    1.925

    +5

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 137 mil mortos e infetou mais de dois milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 436 mil doentes foram considerados curados.

Portugal regista hoje 629 mortos associados ao covid-19 em 18.841 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Relativamente a terça-feira, há mais 30 mortos (+5%) e mais 750 casos de infeção (+4,1%).

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Uber vai oferecer viagens e refeições aos profissionais de saúde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião