Noruega retira soma recorde do fundo soberano para apoiar economia

  • Lusa
  • 12 Maio 2020

Em 2020, o Governo de centro-direita norueguês prevê levantar cerca 37.873 milhões de euros do fundo, que vale atualmente 925.000 milhões de euros. Montante vai dar um contributo para o PIB em 5,1%.

A Noruega vai levantar uma soma recorde do seu colossal fundo soberano para apoiar uma economia duplamente afetada, pelo novo coronavírus e pela baixa do preço do petróleo, segundo o projeto de revisão orçamental apresentado esta terça-feira.

Em 2020, o Governo de centro-direita norueguês prevê levantar cerca de 420.000 milhões de coroas (37.873 milhões de euros) do fundo, que vale atualmente mais de um bilião de dólares (925.000 milhões de euros).

Segundo as previsões oficiais, o montante vindo do fundo soberano vai dar um contributo para o Produto Interno Bruto (PIB) estimado em 5,1%, mas, mesmo assim, a economia norueguesa deverá recuar 4% este ano, com a taxa de desemprego a subir dos 2,2% em 2019 para 5,9% em final de dezembro deste ano.

O aumento das despesas é uma necessidade na atual situação, pois é preciso evitar um abrandamento ainda mais marcante, pelo que vamos também ajudar as empresas que estão bem de saúde a atravessar a crise, para que possam criar empregos e aumentar o crescimento à medida que regressarem as circunstâncias normais”, disse o ministro da Economia e Finanças norueguês, Jan Tore Sanner, num comunicado.

Um dos maiores produtos de hidrocarbonetos da Europa ocidental, a Noruega sofreu com a paragem económica provocada quer pela pandemia do novo coronavírus quer pela baixa no preço do petróleo.

Só no primeiro trimestre deste ano, o PIB do país recuou 2,1%, segundo o Instituto de Estatísticas norueguês.

O montante proveniente do fundo soberano permitirá combater a queda nas receitas fiscais, suportar o apoio financeiro às empresas e resolver o desemprego parcial que afeta cerca de 400 mil noruegueses.

Representando 4,2% do total do fundo, o valor levantado ultrapassa largamente o “plafond” autorizado de 3%, tendo sido autorizado pelo banco central no atual período de crise.

O Banco Central norueguês, aliás, desceu a taxa de juros diretora do país para 0%, nível historicamente baixo, contra os 1,5% que se registava no início de março.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Noruega retira soma recorde do fundo soberano para apoiar economia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião