BCP perde 2% e pressiona Lisboa. Europa no vermelho após três sessões a subir

A bolsa de Lisboa inverteu a tendência das últimas sessões e está a desvalorizar. Os títulos do BCP contribuem para o fraco desempenho, enquanto a família EDP impede uma queda mais expressiva.

A bolsa de Lisboa negoceia em terreno negativo, numa sessão em que praticamente todas as cotadas estão em queda. A contribuir para o desempenho está, sobretudo, o BCP, que recua cerca de 2% ao fim de três sessões consecutivas a valorizar. Por outro lado, a impedir uma queda mais acentuada estão as ações da família EDP, que apresentam ganhos ligeiros.

O PSI-20 recua 0,73% para 4.602,57 pontos, depois de ter estado a valorizar durante três sessões consecutivas. Lisboa acompanha, assim, a tendência de quedas que se observa no resto da Europa, com o Stoxx-600 a desvalorizar 0,5%, para 367,06 pontos. Este cenário observa-se no dia em que reúnem os responsáveis de política monetária Banco Central Europeu, encontro do qual poderá surgir um reforço do programa de emergência destinado a minimizar os impactos da pandemia.

Lisboa recua ao fim de três sessões de ganhos

Na bolsa nacional, das 18 cotadas, duas estão a valorizar, nomeadamente a família EDP, que está a travar uma queda mais expressiva do índice. A EDP valoriza 0,46% para 4,391 euros, enquanto a EDP Renováveis soma 0,16% para 12,48 euros.

Pelo contrário, a contribuir para o desempenho fraco do PSI-20 estão, sobretudo, as ações do BCP, que desvalorizam 2,59% para 0,113 euros, invertendo a tendência das três últimas sessões, em que chegou a disparar 18% em três dias. Além disso, o banco já esteve a perder cerca de 3% nesta sessão.

Ainda no plano das perdas, destaque para a Galp Energia, que recua 1,4%, para 11,585 euros, num dia em que o preço do barril de petróleo desvaloriza nos mercados internacionais. O Brent cai 1,63% em Londres, para um nível próximo de 39 dólares, enquanto o WTI desvaloriza 2,09%.

No retalho, a Jerónimo Martins recua 0,29% para 15,735 euros, enquanto a Sonae desce 1,12% para 0,704 euros. A maior descida desta sessão está a ser da Pharol, cujos títulos caem 3,44% para 0,0955 euros, depois de terem negociado em forte alta nos últimos dias.

(Notícia atualizada pela última vez às 8h49)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP perde 2% e pressiona Lisboa. Europa no vermelho após três sessões a subir

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião