Trabalhadores em lay-off podem ficar a receber 85% do salário

  • ECO
  • 4 Junho 2020

Os trabalhadores em lay-off podem vir a receber 85% da remuneração bruta a partir de 1 de julho. Esta percentagem, superior aos atuais 66%, está a ser estudada pelo Governo.

O salário pago aos trabalhadores em lay-off pode vir a ser de 85% da remuneração bruta, um aumento face aos 66% pagos atualmente. Esta hipótese estará a ser estudada pelo Governo, diz o Correio da Manhã (acesso pago), que não indica como obteve a informação.

Esta quinta-feira há Conselho de Ministros e o futuro do regime de lay-off simplificado deverá estar em cima da mesa. Concretamente, a premissa será a de que é necessário aumentar os rendimentos das pessoas nestas condições, tendo em conta que o país vive num contexto de retoma gradual da atividade económica.

Segundo o jornal, as empresas poderão ser chamadas a pagar uma parte do acréscimo da despesa com a remuneração, uma medida que poderá entrar em vigor já a 1 de julho. No final do mês passado, estavam em lay-off mais de 1,3 milhões de trabalhadores.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Trabalhadores em lay-off podem ficar a receber 85% do salário

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião