Iberdrola assina manifesto Green Recovery Alliance. Quer recuperação verde pós Covid-19

Para a elétrica espanhola, a transição energética será o motor do relançamento da economia mundial, pós a pandemia do Covid-19.

A redução da pegada ambiental rumo a um futuro sustentável enfrenta, atualmente, novos desafios causados pelo Covid-19. Face a esta problemática, várias organizações mundiais uniram-se para pressionar os decisores políticos a estabelecerem um compromisso para uma recuperação económica alicerçada num futuro sustentável.

Foi com base neste compromisso que a Iberdrola assinou o Green Recovery Alliance, do Parlamento Europeu, um manifesto para a recuperação económica pós Covid-19, baseado no Green Deal Europeu, que tem como premissa o investimento criterioso, que permita a convergência total entre o desenvolvimento económico e o ambiente.

Os investimentos que permitiram à empresa antecipar a transição energética já ultrapassaram os 100 mil milhões de euros.

“A recuperação económica dos países impactados pelo novo coronavírus terá como vetor a sustentabilidade do planeta, por forma a criar as condições para a sustentabilidade económica e social. No âmbito da Green Recovery Alliance, a Iberdrola reitera a sua convicção e investimento num modelo de negócio limpo, confiável e inteligente que substitui a produção com fontes contaminantes por energias limpas, intensificando a descarbonização e eletrificação da economia“, explica a elétrica espanhola em comunicado.

No dia em que se comemora Dia Mundial do Ambiente, a empresa que reforçar o seu compromisso com a sociedade atual e as gerações vindouras e reafirma a sua aposta no cumprimento das metas ambientais europeias como via única para um desenvolvimento económico robusto e sustentável.

“A Iberdrola defende que o futuro assentará na confluência total entre sustentabilidade, inovação e crescimento económico. Só desta forma se criará riqueza e emprego qualificado e duradouro, cuidando dos recursos presentes e acautelando o bem-estar das gerações futuras”, diz a elétrica espanhola.

Projetos emblemáticos de renováveis em Portugal e no mundo

Energia Eólica Offshore
Complexo eólico britânico East Anglia Hub; parque eólico offshore de Saint-Brieuc, primeiro grande projeto de energia eólica offshore na Bretanha francesa; parque eólico de Vineyard Wind, nos Estados Unidos e o parque eólico offshore Baltic Eagle, no Mar Báltico.

Energia Eólica Onshore
Complexo eólico de Oitis, na América Latina; complexo eólico da Paraíba; complexo Eólico Cavar, em Espanha, e o projeto Port Augusta na Austrália, são as novas grandes estruturas que irão garantir o fornecimento desta energia renovável.

Energia Hidroelétrica
O centro eletroprodutor do Tâmega, em Portugal, formada pelas novas barragens de Gouvães, Daivões e Alto Tâmega, deverá ficar totalmente concluído em 2023.

Energia Fotovoltaica
As quatro centrais fotovoltaicas: Francisco Pizarro, Núñez de Balboa; Ciudade Rodrigo e Ceclavín, são as novas estruturas em Espanha, assim como a central fotovoltaica de Lund Hill, localizada em Washington.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Iberdrola assina manifesto Green Recovery Alliance. Quer recuperação verde pós Covid-19

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião