344 mil espetadores viram aula do professor Marcelo na telescola

A aula do Presidente da República na "nova telescola" alcançou um total de 344 mil espetadores. RTP3 e RTP Memória obtiveram um share de 4,2% durante as dez lições da pandemia.

Pelo menos 344 mil espetadores contactaram com a aula do professor Marcelo na telescola, na qual o Presidente da República apresentou dez lições a retirar da atual situação de pandemia. O resultado é expressivo para a estação pública, com a RTP Memória e a RTP3 a conseguirem, juntas, um share de 4,2%, em linha com o resultado global do dia da estreia do #EstudoEmCasa.

Marcelo Rebelo de Sousa, que foi professor catedrático e comentador televisivo antes da chegada a Belém, visitou esta segunda-feira os estúdios da RTP em Lisboa. A deslocação serviu de pretexto para uma aula em direto na “nova telescola”, um projeto do Ministério da Educação e da RTP para a criação e emissão de conteúdos didáticos aos alunos do 1.º ao 9.º ano, que ficaram sem aulas presenciais por causa do Covid-19.

No rescaldo da emissão, os dados cedidos pela RTP ao ECO mostram que contactaram com as lições do professor Marcelo pelo menos 344 mil espetadores, contabilizando apenas os meios controlados pela RTP. A aula foi transmitida pela RTP Memória, que totalizou um share de 3,2%, mas emitida também em simultâneo pela RTP3, que somou 1% de share, para os 4,2% no total.

O resultado está em linha com os 4,2% de share da RTP Memória registados no dia da estreia, a 21 de abril, mas o resultado não é diretamente comparável por consistir na análise de dois canais da RTP e apenas no período das 13h30 às 13h59. Na estreia da “nova telescola”, este resultado foi alcançado exclusivamente pela RTP Memória no acumulado do dia, com o canal a ultrapassar até o Programa da Cristina (SIC) e a CMTV.

Segundo a RTP, 19% da “plateia” viu a aula de Marcelo Rebelo de Sousa em diferido, o que corresponde a 22.500 espetadores. No digital, a aula on demand gerou 4.536 visitas e foi a terceira do dia a registar maior procura.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

344 mil espetadores viram aula do professor Marcelo na telescola

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião