Cascais não vai permitir entrada de autocarros sobrelotados de Sintra e Oeiras

  • ECO
  • 1 Julho 2020

Presidente da Câmara de Cascais não permite que autocarros sobrelotados continuem a entrar no concelho. Todas as rotas serão paradas à entrada de Cascais e passageiros têm de medir temperatura.

A Área Metropolitana de Lisboa (AML) reforça a partir desta quarta-feira a oferta de transportes públicos, sobretudo de autocarros, permitindo que a capacidade fique a 90%. Todavia, o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, não considera esta medida suficiente e ameaça impedir entrada no concelho de autocarros de provenientes de Sintra e Oeiras, num artigo de opinião publicado no Jornal i.

Todas as rotas intermunicipais serão paradas à entrada de Cascais. Os passageiros farão testes de temperatura e farão, depois disso, transbordo para rotas municipais”, destaca Carlos Carreiras. Assim, o autarca diz que caso, “até ao final desta semana, a área metropolitana de Lisboa se entenda com o Governo”, nomeadamente através de um reforço dos transportes públicos, o município estará “em condições de nas fronteiras do concelho” impedir a entrada das carreiras que não estão a cumprir com a lotação, referiu, posteriormente, em declarações transmitidas pelas televisões.

Em causa estão essencialmente as carreiras “que estão nas horas de ponta e muito especialmente aquelas que estão na hora de ponta da manhã”, sublinhou.

O presidente da Câmara de Cascais condena ainda a Área Metropolitana de Lisboa que, “para poupar 150 milhões de euros, está a pôr em causa a saúde pública”, destacando que “não pode continuar a acontecer aquilo que está acontecer que é virem autocarros cheios sem qualquer tipo de cumprimento de regras”.

Questionado sobre o reforço em 90% na oferta de transportes da AML, Carlos Carreiras considera que é insuficiente, já que “a capacidade de lotação de cada autocarro diminuiu para cumprir as regras sanitárias”. “O que estamos a fazer não é 90%. É muito menos de 90% e, portanto isso não é manifestamente suficiente sabendo que em situações normais essas carreiras já eram carreiras sobrelotadas”, concluiu.

(Notícia atualizada às 13h05 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Cascais não vai permitir entrada de autocarros sobrelotados de Sintra e Oeiras

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião