Dívida pública sobe 2,3 mil milhões e atinge novo recorde

A dívida pública, na ótica de Maastricht, subiu 2.333 milhões de euros em maio para os 264.379 milhões de euros.

Após a maior subida em cinco anos, em abril, a pandemia voltou a ditar um aumento do endividamento público para um novo nível recorde, em maio.

A dívida pública, na ótica de Maastricht (a que interessa a Bruxelas), subiu 2.333 milhões de euros para os 264.379 milhões de euros, em maio, o que representa o valor mais elevado de sempre do stock do endividamento público. Os dados foram divulgados esta quarta-feira pelo Banco de Portugal.

A subida é explicada pela emissão de obrigações de longo prazo, cujo valor passou de 153 mil milhões de euros em abril para os 155,4 mil milhões de euros em maio, o que reflete uma subida de 2,35 mil milhões de euros num só mês. No stock de títulos a curto prazo, pelo contrário, ocorreu uma quebra ligeira, com este a passar de 11,1 mil milhões de euros, em abril, para 11,05 mil milhões de euros, em maio.

Stock da dívida em máximos

É de notar que a evolução do valor mensal da dívida pública é influenciada por vários fatores temporários em cada mês pelo que este valor é mais volátil do que o rácio face ao PIB. O esforço exigido ao Estado pela pandemia deverá explicar em parte esta subida repentina em abril e em maio, mas também é de notar que estes meses antecederam o reembolso de dívida com dez anos, no valor de quase oito mil milhões de euros, a 15 de junho.

No primeiro trimestre, o rácio da dívida pública, isto é, o stock face à dimensão da economia, que é o indicador mais seguido a nível internacional, tinha subido para os 120,3% do PIB num período em que o PIB caiu 2,3%. O rácio da dívida pública tinha fechado 2019 nos 117,7% do PIB. O Governo esperava no OE2020 terminar 2020 nos 116,2% do PIB, mas a pandemia veio trocar as contas com a previsão a ser agora de 134,4% do PIB.

Os dados do Banco de Portugal revelam ainda que os ativos em depósitos das administrações públicas aumentaram 0,1 mil milhões de euros. Assim, a dívida pública líquida de depósitos aumentou 2,2 mil milhões de euros em relação ao mês anterior, totalizando 239,2 mil milhões de euros.

(Notícia atualizada às 11h40)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Dívida pública sobe 2,3 mil milhões e atinge novo recorde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião