Bolsa volta às subidas. Europa também avança com promessa de vacina

Vacina desenvolvida pela Pfizer e a alemã BioNTech apresentou bons resultados e dá o mote para os investidores. BCP e EDP dão ânimo à bolsa de Lisboa.

Com o otimismo e esperança em torno de uma vacina para a doença de Covid-19, as bolsas europeias abriram a sessão desta quarta-feira com ganhos em redor de 1%. Embora com um desempenho mais modesto, a praça lisboeta também arrancou o dia em alta.

O PSI-20, o principal índice português, soma 0,78% para 4.385,04 pontos, com a maioria das cotadas em terreno positivo e apenas uma ação em queda: a Sonae Capital, que desliza 1,57% para 0,502 euros.

Assim, a dar força à bolsa nacional estavam BCP e EDP, com ganhos de 1,51% e 1,44%, respetivamente. Outros pesos pesados nacionais também davam força nestes primeiros minutos de negociação: Jerónimo Martins, EDP Renováveis e Galp ganham entre 0,3% e 0,5%.

Lisboa acompanha o sentimento positivo dos investidores internacionais, nomeadamente europeus. As bolsas asiáticas já fecharam a sessão com ganhos. Europa abriu no mesmo sentido. O Stoxx 600 valoriza 0,8%, com os setores da banca e do turismo em forte alta. Em Madrid, Paris e Frankfurt, os principais índices registam subidas em torno de 1%.

O maior apetite pelo risco foi aguçado por uma vacina contra a Covid-19 que está a ser desenvolvida pela Pfizer e pela alemã BioNTech, que deixou boas indicações em ensaios.

Durante o dia, os investidores vão estar atentos aos dados norte-americanos relativos aos pedidos iniciais de subsídio de desemprego na última semana, importantes para aferirem a evolução do mercado laboral da maior economia do mundo.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Bolsa volta às subidas. Europa também avança com promessa de vacina

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião