Investidores precisam de 12 direitos para comprar cada nova ação da EDP

A EDP definiu que o fator que será utilizado no aumento de capital. Cada ação detida dará um direito, mas cada um destes permite apenas comprar 0,085035375 ações.

A EDP vai emitir um total de 309.143.297 de novas ações no âmbito do aumento de capital que está a realizar para financiar a compra da Viesgo, em Espanha. Para comprarem estes novos títulos, os investidores terão de ter direitos, sendo que os acionistas recebem um por cada título que detêm atualmente. Para poderem exercer esses direitos, comprando uma das novas ações por um preço de 3,30 euros, cada, terão de ter um total de 12 direitos em mão.

A elétrica vai colocar no mercado um total de 3,6 mil milhões de direitos de subscrição para o aumento de capital, um por cada título que atualmente representa o capital social da empresa. Esses direitos, que serão destacados da cotação da EDP no final da sessão bolsista de dia 20 de julho, segunda-feira, poderão depois ser utilizados para comprar os novos títulos.

Quem é acionista vai receber os direitos na sua carteira de títulos, podendo vendê-los no mercado caso não queira participar na operação, ou comprar novos em bolsa, para reforçar a posição. Também pode não negociá-los de todo, subscrevendo os novos títulos durante o período de subscrição, de 23 de julho a 6 de agosto, mas precisa de ter mais do que um direito para ter uma nova ação.

A EDP revela no prospeto do aumento de capital publicado na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) que o fator a aplicar na operação é de 0,085035375. Ou seja, cada direito apenas compra este número de novas ações, sendo preciso bem mais do que um para ter uma ação.

Considerando o fator, o cálculo aponta para que seja necessário 11,75 direitos para cada nova ação, mas como não existem 0,75 ações, será preciso ter em carteira 12 destes direitos de forma a poder subscrever um dos novos títulos, pagando o valor de 3,30 euros que foi definido pela EDP para este aumento de capital de 1.020 milhões de euros.

A título de exemplo, um investidores que tenha 1.000 ações da EDP, irá receber 1.000 direitos. Com estes direitos, poderá comprar apenas o equivalente a 85 das novas ações da EDP, pagando além disso o preço de subscrição. Neste exemplo, o valor a investir será de 280,50 euros.

(Notícia atualizada às 22h50 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Investidores precisam de 12 direitos para comprar cada nova ação da EDP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião