Hoje nas notícias: Novo Banco, sondagem e arrestos

  • ECO
  • 24 Julho 2020

Dos jornais aos sites, passando pelas rádios e televisões, leia as notícias que vão marcar o dia.

O chairman do Novo Banco diz que a “limpeza” da herança do Banco Espírito Santo estará concluída até ao fim do ano, esperando que os primeiros lucros cheguem já em 2021. Nas notícias, destaque também para uma sondagem do Público e RTP que não dá a maioria absoluta a António Costa, mas aumenta a distância entre o PS e o PSD.

Limpeza do legado do BES no Novo Banco termina este ano. Lucros chegarão em 2021

O chairman do Novo Banco, Byron Haynes, está convicto de que o banco vai concluir até ao fim do ano o trabalho de “limpar os ativos do legacy” do seu balanço, dos quais 98% têm origem no que era o Banco Espírito Santo (BES). O gestor antecipa também que o fundo Lone Star não deverá sair do capital num “futuro próximo” e aponta que a instituição bancária deverá começar a apresentar lucros em 2021.

Leia a notícia completa no Jornal Económico (acesso pago).

Costa sem maioria absoluta, mas PS e PSD aumentam distância nas sondagens

Uma sondagem do Centro de Estudos e Sondagens de Opinião da Universidade Católica, feita para o Público e RTP e envolvendo 1.482 inquéritos válidos entre 13 e 18 de julho, indica que António Costa não teria maioria absoluta se as eleições fossem agora. Ainda assim, o PS aumentou a distância face ao principal partido da oposição, estando 13 pontos percentuais à frente do PSD, um com 39% e outro com 26% das intenções de voto dos portugueses. O BE segue e o Chega igualam na votação (7%), seguindo-se a CDU (7%).

Leia a notícia completa no Público (acesso condicionado).

Justiça duplica bens arrestados em casos de alta criminalidade

As apreensões judiciais de bens no âmbito de casos de criminalidade altamente organizada mais do que duplicaram entre 2018 e 2019, passando de um valor de 8,4 milhões de euros para 19,2 milhões de euros. A informação faz parte do relatório anual do Ministério Público. O mecanismo do arresto destina-se a assegurar que suspeitos de terem praticado crimes escondam ou dissipem riqueza que se presuma ser ilícita antes de irem a julgamento.

Leia a notícia completa no Público (acesso condicionado).

Profissionais de saúde infetados com Covid-19 têm cortes no salário

Mais de 4.000 profissionais de saúde foram infetados com o novo coronavírus e terão tido um corte no salário na ordem dos 30%, denuncia o Correio da Manhã. Os enfermeiros representam a maior fatia do total de profissionais de saúde infetados (cerca de 26%), seguido dos assistentes operacionais (24%) e médicos (15%). “Há uma contradição muito grande, porque se eu tiver um contacto com um doente infetado, sou considerado alto risco e, por isso, vou para casa em isolamento profilático durante 14 dias. Se não tiver qualquer sintoma não faço teste, mas isso é totalmente indiferente, porque ainda assim vou receber sempre a totalidade do meu vencimento. Por outro lado, se contrair a doença, já sofro cortes”, refere o vice-presidente da Ordem dos Enfermeiros, Luís Barreira.

Leia a notícia completa no Correio da Manhã (acesso pago).

Bagão Félix receia “mais uma crise bancária”

O economista e antigo ministro das Finanças António Bagão Félix está preocupado com o atual contexto económico e social. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, afirma recear “que haja mais uma crise bancária” em Portugal. Declarações que surgem numa altura em que o país entra em recessão por causa do impacto do novo coronavírus, mas também em que os holofotes voltam a incidir na banca com a acusação do Ministério Público relacionada com a falência do BES.

Leia a notícia completa no Jornal de Negócios (ligação indisponível).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Hoje nas notícias: Novo Banco, sondagem e arrestos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião